web analytics
Tempo de leitura: 2 min.

Lago Poyang: O “Triângulo das Bermudas” da China

Tempo de leitura: 2 min.

Do início dos anos 1960 ao final dos anos 1980, mais de 200 navios afundaram nas águas misteriosas do Lago Poyang, conhecido como o Triângulo das Bermudas da China. Os incidentes resultaram em vários navios e mais de 1.600 pessoas desaparecidas, com mais de 30 sobreviventes enlouquecidos.

Lago Poyang: O "Triângulo das Bermudas" da China
Imagem de satélite do Lago Poyang. (Imagem: NASA / CC0 1.0)

O Lago Poyang é o maior lago de água doce da China e está localizado na província de Jiangxi, no sudeste da China. O tamanho real do lago varia tremendamente. De acordo com a Encyclopædia Britannica, no seu pico no verão, “ele tem 3.585 km quadrados, mas a medição precisa é impossível porque a diferença entre o nível da inundação e o nível da água baixa às vezes chega a 8 metros”.

De acordo com o departamento encarregado dos assuntos marítimos, grandes navios com cargas úteis de até 2.000 toneladas afundaram no lago Poyang. Em 3 de agosto de 1985, 13 navios foram perdidos em um único dia, o que é um evento extremamente raro na história marítima.

Os cientistas vêm tentando desvendar os mistérios do Lago Poyang há anos, mas nenhuma investigação produziu quaisquer conclusões concretas.

Nenhum destroço encontrado no fundo do lago

O Instituto de Geografia e Limnologia de Nanjing (o estudo das águas interiores) tem se dedicado a explorar e investigar o Lago Poyang nos últimos anos. Jiahu Jiang, pesquisador do instituto, disse ser inimaginável que nenhum destroço de navio ou restos mortais de vítimas tenham sido encontrados sob as águas durante as numerosas expedições que realizaram, embora inúmeros navios tenham desaparecido.

Como resultado, a conclusão intrigante tirada das evidências é que sempre que um navio desaparece, todos a bordo evaporam com o navio e nada é deixado para trás.

Invasores japoneses também foram afetados

De acordo com Jiang, o exército japonês que invadiu a China durante a Segunda Guerra Mundial também teve um acidente no lago. Em 16 de abril de 1945, um navio cargueiro japonês que pesava mais de 2.000 toneladas naufragou no Lago Poyang. Operado pelo exército japonês, o navio estava totalmente carregado com tesouros e antiguidades retirados de civis chineses.

O navio afundou no lago e nenhum tripulante escapou da tragédia. Depois de receber a notícia do desaparecimento do navio, os militares japoneses ordenaram que seu pessoal da marinha estacionasse nas proximidades para resgatar o navio. Apenas um dos mergulhadores conseguiu encontrar o caminho de volta para a costa, mas ele não conseguia falar.

O sobrevivente parecia atingido por um terror extremo. Ele foi levado à loucura por razões desconhecidas. No final da Segunda Guerra Mundial, o governo nacionalista chinês tentou resgatar o navio mais uma vez.

Desta vez, eles buscaram a ajuda de Edward Boer, um prestigioso mergulhador americano e especialista em salvamento. No verão de 1946, Boer liderou uma equipe de mergulho e começou sua tarefa de resgate nas águas, mas nada foi encontrado após uma busca contínua de meses. Durante a busca, vários mergulhadores desapareceram misteriosamente.

Latitude 30 graus norte

Jiang disse:

“Se alguém tivesse sobrevivido a um acidente nessas águas, poderia ter sido muito mais fácil localizar a causa; entretanto, simplesmente não é o caso.”

Como ninguém foi capaz de dar explicações racionais sobre os mistérios depois de tantas décadas, a região do lago foi apelidada de “Área Fantasma”. Os moradores locais espalharam fofocas sobre monstros do lago, OVNIs e extraterrestres.

O que mais intriga em torno da área é a localização geográfica do Lago Poyang. Ele está situado nas proximidades de 30 graus ao norte. Portanto, muitas pessoas relacionam o mistério dessas águas com outros mistérios não resolvidos centralizados em torno da latitude 30 graus ao norte, como o Triângulo das Bermudas no Oceano Atlântico e as pirâmides no Egito.

Uma tentativa de explicação científica atribui os incidentes de naufrágio à influência de grandes criaturas aquáticas. Por exemplo, os golfinhos de água doce no rio Yangtze e no lago Poyang poderiam ter tombado alguns dos navios. Porém, essa explicação não é válida, já que os golfinhos não são poderosos o suficiente para naufragar navios pesando dezenas ou mesmo milhares de toneladas.

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code