web analytics
Tempo de leitura: 2 min.

Som misterioso é registrado vindo de Ganímedes, lua de Júpiter

Tempo de leitura: 2 min.

A NASA publicou uma gravação de áudio de 50 segundos criada a partir de dados obtidos durante o último sobrevoo da sonda Juno perto de Ganimedes.

Som misterioso é registrado vindo de Ganímedes, lua de Júpiter
Ganímedes, uma das luas de Júpiter

Ganímedes é a maior lua do Sistema Solar e um dos mais importantes alvos de pesquisa dos astrônomos. Durante o último encontro, Juno se aproximou do satélite a um recorde de 1.038 quilômetros, enquanto se movia a uma velocidade de 67 mil quilômetros por hora. A espaçonave registrou a radiação do satélite no alcance do rádio.

O que torna Ganímedes tão especial?

Ganímedes é de particular interesse para cientistas. Esta grande lua é ainda maior do que o planeta Mercúrio e tem um núcleo e um manto. Os cientistas acreditam que existe um enorme oceano líquido escondido sob uma camada de gelo abaixo de sua superfície, o que o torna o alvo muito promissor para a busca de vida alienígena no Sistema Solar. Além disso, Ganímedes tem seu próprio campo magnético, o que nenhum outro satélite do sistema solar tem.

Juno fez seu voo recente em 7 de junho (o áudio foi publicado somente em 16 de dezembro passado), aproximando-se de Ganímedes pela primeira vez desde o sobrevoo da Galileu em 2000. A sonda sobrevoou a superfície daquela lua a uma altitude de 1.038 quilômetros a uma velocidade média de 67.000 quilômetros por hora.

No processo, a sonda mediu ondas elétricas e magnéticas na magnetosfera de Ganímedes (que, por sua vez, está submersa na magnetosfera de Júpiter), e obteve imagens raras incríveis, gravando a radiação do satélite na faixa de rádio. Como resultado, os cientistas da NASA mudaram as vibrações para convertê-las em uma trilha de áudio.

Ouça os sons de Ganímedes

Os dados são convertidos em frequências de áudio para mais do que puro entretenimento. Dessa forma, pequenos detalhes podem ser trazidos à luz que, de outra forma, poderiam ter sido esquecidos. Os cientistas já haviam gravado os sons do sistema solar durante missões planetárias e usando sondas como a Voyager.

O chefe da missão Scott Bolton observou que um aumento acentuado na frequência pode ser ouvido no meio da gravação – um sinal de que naquele momento a estação mudou para outra região da magnetosfera do satélite.

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

USE O CUPOM OVH10 E GANHE 10% DE DESCONTO!

ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.

Plugin Kapsule Corp