web analytics
Tempo de leitura: 3 min.

Poderiam os humanos evoluir para duas espécies diferentes no futuro?

Tempo de leitura: 3 min.

Seria possível que os humanos pudessem ser divididos em espécies diferentes? Veja abaixo a opinião de algumas pessoas:

Poderiam os humanos evoluir para duas espécies diferentes no futuro?
Crédito: depositphotos

Francis Blake London, UK

Para que haja uma espécie humana genuinamente separada – uma que não possa mais cruzar com sucesso o Homo sapiens, que é uma definição-chave de uma espécie separada – duas condições precisam ser satisfeitas.

Primeiro, uma parte da atual população de humanos teria que ser fisicamente isolada do resto. Em segundo lugar, teria que haver pressão evolutiva suficiente sobre essa comunidade isolada. Então, com tempo suficiente, a mudança genética na comunidade isolada pode levar à formação de uma nova espécie. No entanto, os humanos foram isolados na Austrália por pelo menos 50.000 e possivelmente até 125.000 anos, e ainda assim eles permaneceram as mesmas espécies que os do resto do mundo.

Hanno Schmidt Mainz, Alemanha

Não seria excepcional ter mais de uma espécie de humanos neste planeta, porque foi assim durante a maior parte do tempo de nossa existência. Os últimos humanos “simpátricos” que conhecemos foram os Neandertais, que se extinguiram há apenas cerca de 30.000 anos.

Visto que a separação estável de partes da espécie é o fator chave para a formação de novas espécies, podemos dizer que uma nova divisão de nossa espécie é impossível nas circunstâncias atuais. Estamos globalmente conectados como nunca antes e essa tendência está se acelerando.

No entanto, ainda podemos jogar “e se?”. O único cenário realista para a evolução de duas espécies fora da nossa seria provavelmente se expandíssemos para além do nosso planeta natal e, em seguida, perdêssemos o contato com os colonos. Se ambas as populações sobrevivessem por tempo suficiente – muito mais de 100.000 anos – poderíamos ver divergência e talvez duas espécies de humanos.

Mike Follows Sutton Coldfield, West Midlands, Reino Unido

Podemos obter a evolução de uma nova espécie humana se colonizarmos outros planetas onde as pessoas precisam se adaptar a um ambiente estranho.

Marte, por exemplo, está mais longe do Sol, de modo que os moradores lá podem desenvolver olhos maiores para ver melhor na luz mais fraca. E sem vida, Marte é essencialmente um ambiente estéril e isso pode tornar os colonos marcianos mais suscetíveis a doenças, de modo que a mistura com as pessoas na Terra é desencorajada. Isso poderia excluir o sexo e aumentar a chance dos colonos se desenvolverem em uma nova espécie.

No entanto, essa especiação pode acontecer se também ficarmos na Terra. Se os cientistas dominassem a terapia de linha germinativa, o genoma de uma pessoa poderia ser manipulado. Isso pode conferir uma vantagem como uma vida mais longa para o indivíduo e seus filhos. Essa terapia provavelmente só estaria disponível para pessoas mais ricas que tendessem a formar pares com outros indivíduos “aprimorados”, talvez levando a uma nova espécie. Esse processo é iniciado artificialmente por mexer nos genes, mas é reforçado e consolidado pelas diferenças culturais. Isso pode ser no reino da ficção científica no momento, mas não seria a primeira vez que a ficção científica se tornaria um fato científico.

Herman D’Hondt Sydney, Austrália

Claro que é possível, mas sinto fortemente que isso não vai acontecer.

O Homo sapiens se separou dos Neandertais há pelo menos 400.000 anos, quando os Neandertais se mudaram para a Europa e Ásia, enquanto H. sapiens ficou na África. No entanto, quando as duas subespécies se encontraram novamente centenas de milhares de anos depois, elas ainda eram capazes de cruzar. Mesmo que pudéssemos nos espalhar para outros planetas e a viagem interestelar levasse milhares de anos, ainda seria um período curto se comparado ao tempo necessário para a evolução de novas espécies.

Ben Haller Ithaca, Nova York, EUA

Um obstáculo é que a seleção devido às diferenças ambientais em grande parte deixou de operar nos humanos hoje. No início de nossa história evolutiva, nossa sobrevivência teria dependido de nosso grau de adaptação às condições ambientais locais, mas a cultura e a tecnologia agora em grande parte mitigaram isso.

Para uma exploração interessante dessas ideias, experimente “The Time Machine” (A Máquina do Tempo) de H. G. Wells. Publicado em 1895, é um dos primeiros exemplos do gênero de ficção científica e continua sendo um clássico.

(Fonte)


Você tem uma opinião quanto a este respeito? Poderia a raça humana ser dividida em duas espécies diferentes? E podemos ainda ir mais além: poderiam outras espécies humanas existirem em outros planetas espalhados pela galáxia? Claramente, tudo isso é especulação, mas trata-se de um assunto interessante a ser explorado.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é produtos-OVNI-Hoje-1.jpg
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Loja-Nerd.jpg

Leitores OVNI Hoje ganham 10% de desconto em todos os produtos da Loja Nerd, inclusive nos produtos OVNI Hoje. (Use o cupom OVH10)


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.

Plugin Kapsule Corp