web analytics
Tempo de leitura: 2 min.

Jipe-sonda acabou de obter uma amostra de rocha ‘perfeita’ em Marte

Tempo de leitura: 2 min.

Após uma primeira tentativa fracassada no mês passado, o jipe-sonda Perseverance da NASA perfurou e guardou com sucesso um núcleo de rocha perfeito do Planeta Vermelho. Isso coloca os cientistas um grande passo mais perto de seu objetivo de algum dia retornar a amostra de rocha à Terra, a fim de estudá-la em busca de sinais de vida microbiana antiga, de acordo com a NASA.

Jipe-sonda acabou de obter uma amostra de rocha 'perfeita' em Marte
A pedra marciana ‘Rochette’ agora tem um furo perfeito impresso em seu lado antigo. (NASA / JPL-Caltech)

O Perseverance (ou ‘Percy‘ para seus mais íntimos) fez sua última tentativa de perfuração na quarta-feira (1º de setembro), após selecionar uma grande rocha de aparência grossa que os pesquisadores da NASA apelidaram de ‘Rochette‘.

A rocha fica em uma crista com vista para o fundo da cratera Jezero, onde suportou os elementos de Marte por potencialmente milhões de anos.

Essa resistência é exatamente o que a equipe Perseverance estava procurando; A primeira tentativa do jipe-sonda de coletar um núcleo de rocha há várias semanas terminou em decepção, pois a amostra de rocha se mostrou muito quebradiça e literalmente desapareceu das “mãos” do Perseverance.

Mas novas imagens da operação de perfuração Rochette mostram que, desta vez, não houve desaparecimentos surpresa.

“Você pode ver um belo núcleo de rocha” no tubo de coleta do veículo espacial, disse Kenneth A. Farley, professor de geoquímica do Instituto de Tecnologia da Califórnia e cientista do projeto Perseverance, ao New York Times.

Uma amostra de núcleo de rocha marciana, com a largura de um lápis, está dentro do tubo de coleta do Perseverance. (NASA / JPL-Caltech)

O Perseverance armazenará a amostra – que tem a espessura de um lápis – em sua barriga durante a missão, explorando as ruínas secas de rios antigos na cratera de Jezero.

Mas um dia, talvez daqui a uma década ou mais, Percy colocará todas as suas amostras no chão marciano, onde outro veículo espacial ainda não construído virá para conduzi-los até um pequeno foguete, de acordo com o The Times.

Esse foguete retornará as amostras para a Terra, onde os cientistas poderão analisá-las em detalhes meticulosos que o Perseverance nunca poderia igualar.

Essa viagem de volta provavelmente não acontecerá até pelo menos 2030. Enquanto isso, um Percy triunfante continuará a percorrer o Planeta Vermelho, agora uma amostra de rocha mais pesada.

(Fonte)


A NASA que me desculpe, mas ela já possui tecnologia mais do que suficiente para encontrar vestígios de vida antiga em Marte. Alias, já o tinha na década de 70, mas resolveu contrariar seus próprios cientistas que descobriram sinais de vida por lá, enterrando o assunto.

Enquanto isso, fica “cozinhando o frango em fogo baixo”, frango este que nem depois de 2030 ficará pronto para ser servido. Digo isto pois, como mostra o histórico da agência espacial, embora uma de suas missões declaradas seja a procura por vida extraterrestre, há um “medão” enorme de encontrá-la ou pelo menos de mostrar ao mundo que já o fez.

– n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.


PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.
EnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol