web analytics
Tempo de leitura: 3 min.

Novos documentos lançam luz sobre o secreto “Projeto Moon Dust” da NASA

Tempo de leitura: 3 min.

Algo estranho caiu em Kecksburg, no estado da Pensilvânia (EUA), na noite de 9 de dezembro de 1965. Pessoas tão distantes quanto Windsor, Ontário assistiram a uma bola de fogo riscando o céu, lançando destroços de metal quente, antes de atingir Kecksburg durante a noite. O Exército dos EUA isolou a área e recuperou o que quer que tenha caído do céu.

Novos documentos lançam luz sobre o secreto “Projeto Moon Dust” da NASA
Modelo criado a partir da descrição do OVNI que caiu em Kecksburg.

Ainda não há respostas sólidas sobre o que aconteceu na Pensilvânia naquela noite, mas novos documentos vinculados a um antigo processo contra a NASA descobriram algumas das peças que faltavam.

Um pedido da Lei de Liberdade de Informação do site The Black Vault, uma câmara de compensação para documentos desclassificados, descobriu novos documentos relacionados ao Projeto Moon Dust da Força Aérea – um esforço sustentado para recuperar objetos e destroços de espaçonaves que caíram na Terra. Várias pessoas têm procurado esses registros por décadas e a NASA há muito afirma que eles foram destruídos ou perdidos.

A jornalista investigativa Leslie Kean esperava descobrir a verdade em 2002 e saiu em busca de informações sobre o Projeto Moon Dust e o incidente de Kecksburg. Um ano depois, ela processou a NASA, alegando que a agência espacial estava retendo informações.

Kean disse em uma postagem de blog em 2009:

“Depois de prometer anteriormente realizar uma busca acelerada por arquivos relacionados ao caso do OVNI de Kecksburg em 1965, a NASA montou uma barreira e estava retendo documentos, não me deixando nenhum recurso além deste.”

Em 2007, a NASA finalmente cedeu e entregou os arquivos que possuía e concordou em pagar as taxas legais de Kean relacionadas ao processo. Mas alguns dos arquivos relacionados a Kecksburg e o Projeto Moon Dust foram supostamente perdidos para sempre. De acordo com um documento de relações públicas da NASA incluído nesta última rodada de documentos, a NASA enviou seus arquivos aos Arquivos Nacionais para custódia dois anos após o incidente de Kecksburg. Em 1996, os Arquivos Nacionais disseram à NASA que os arquivos foram marcados como perdidos desde 1987.

Aqui estra o The Black Vault, que pediu ao Governo todos os seus documentos relacionados com o processo com Kean. Foram recebidas 220 páginas de volta, incluindo alguns trechos dos registros do Projeto Moon Dust. Os arquivos também detalhavam os motivos pelos quais eram tão difíceis de encontrar – a NASA destruiu muitos deles como parte de uma limpeza de rotina de registros antigos.

As 220 páginas são uma coleção interessante de comunicações da NASA que descrevem as lutas para rastrearem registros e comunicações do Departamento de Estado sobre o Projeto Moon Dust. Os cabos diplomáticos são particularmente interessantes e pintam um quadro da NASA na década de 1960 correndo ao redor do mundo tentando recolher cada fragmento que caiu do céu para estudo. Por exemplo, um cabo diplomático relata a dificuldade que a NASA teve em coletar um pedaço de fragmento que caiu na Zâmbia.

A mensagem a cabo (Telex) diz:

“[O contato] diz que o fragmento mede 5 metros por 3 metros, é feito de alumínio … e parece grande demais para ser recolhido pelo Caribou da Força Aérea da Zâmbia, a menos que seja cortado. Foram necessários doze homens para transportar o fragmento através de um terreno difícil, mas 4 homens podiam levantá-lo.”

De acordo com os documentos, a NASA mais tarde identificou o fragmento da Zâmbia como uma peça da Apollo AS-203, uma nave de teste não tripulada da NASA lançada em 1966.

Os documentos estão cheios de minúcias dos primeiros dias da incursão dos EUA ao espaço, quando qualquer coisa que caísse na Terra poderia fazer parte do programa espacial de alguém. Mas o que, exatamente, pousou em Kecksburg naquela noite de 1965?

Em 2005, pouco antes do 40º aniversário do incidente, a NASA anunciou que era um satélite russo. Mas a NASA não conseguiu provar seu caso porque os registros foram perdidos.

Um porta-voz da NASA disse em 2005:

“Via de regra, não rastreamos OVNIs. O que podíamos fazer, e o que aparentemente fizemos como especialistas em espaçonaves na década de 1960, era dar uma olhada no que quer que fosse e dar nossa opinião especializada. Fizemos isso, o encaixotamos e ponto final. Infelizmente, os documentos que comprovam essas descobertas foram extraviados.”

Essa não era a linha da NASA em 1965, pois ela disse em um comunicado de imprensa de 1965:

“Investigações de fotografias e avistamentos da bola de fogo indicaram que seu caminho através da atmosfera era provavelmente muito íngreme para ser consistente com uma nave espacial retornando da órbita da Terra e era mais provavelmente um meteoro em uma órbita progressiva da vizinhança do cinturão de asteroides, e provavelmente terminou seu voo sobre o oeste do Lago Erie.”

A NASA afirmou com firmeza que o Kecskburg não foi o resultado de um acidente extraterrestre. A agência espacial disse ao site Motherboard por e-mail:

“Um dos principais objetivos da NASA é a busca por vida no universo. Até o momento, a NASA ainda não encontrou nenhuma evidência confiável de vida extraterrestre; no entanto, a NASA está explorando o sistema solar e além para nos ajudar a responder a questões fundamentais, incluindo se estamos sozinhos no universo. Nós lideramos a busca do governo dos EUA por vida extraterrestre, seja perto de casa, nos planetas ou luas de nosso sistema solar, ou mais profundamente no espaço. A NASA não procura ativamente por OVNIs e a falta de dados robustos é o problema central para o estudo científico dos OVNIs e para determinar se são fenômenos naturais ou feitos pelo homem – não há dados atuais para apoiar que UAPs ou OVNIs sejam evidências de tecnologias alienígena.”

A verdade sobre o incidente de Kecksburg provavelmente se perdeu no tempo. Isso, é claro, a menos que mais arquivos sejam desenterrados dos arquivos do governo federal que possam confirmar a história atual da NASA.

Como o site The Black Vault e a Lei de Liberdade de Informação têm provado repetidamente, às vezes é necessário apenas um novo par de olhos e um novo conjunto de perguntas para chegar um pouco mais perto da verdade.

(Fonte)


n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é produtos-OVNI-Hoje-1.jpg
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Loja-Nerd.jpg

Leitores OVNI Hoje ganham 10% de desconto em todos os produtos da Loja Nerd, inclusive nos produtos OVNI Hoje. (Use o cupom OVH10)


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.

Plugin Kapsule Corp