web analytics
Tempo de leitura: 2 min.

Elon Musk diz que precisamos de foguetes maiores para nos salvar de asteroides

Tempo de leitura: 2 min.

Para aqueles que pensam que Elon Musk deveria se concentrar mais em como melhorar a Terra, uma certa pessoa marcou Musk em um tweet que compartilhou um artigo, dizendo que a NASA acabou de simular um asteroide e não foi capaz de projetar uma solução para evitar o impacto em um determinado período. Poderia ser esta a razão última por trás do combustível de Elon Musk para levar a humanidade ao espaço?

Elon Musk diz que precisamos de foguetes maiores para nos salvar de asteroides
Foto: Commons.Wikipedia.org)

Asteroide em potencial atingindo a Terra?

De acordo com o Business Insider, um grupo de especialistas em agências espaciais dos Estados Unidos e da Europa participou de um exercício específico de uma semana liderado pela NASA, onde todos abordaram um cenário hipotético. O cenário envolvia um asteroide que estava a 35 milhões de milhas (56 milhões de quilômetros) de distância, mas estava se aproximando do planeta e poderia até atingir a Terra em apenas seis meses.

A cada dia que passava de um exercício específico, os participantes estudavam o tamanho do asteroide, sua trajetória e até mesmo quão grande era a chance de impacto. Eles então tiveram que cooperar e usar seu conhecimento para descobrir se algo poderia ser feito para parar a rocha espacial.

Os especialistas supostamente ficaram aquém da solução e o grupo determinou que até o momento, nenhuma das tecnologias atuais da Terra seria suficiente para impedir o asteroide hipotético de atingir a Terra no prazo de seis meses para a simulação. Nas estimativas de simulação hipotética, o asteroide então colidiria com a Europa Oriental.

Até onde se sabe, não existe atualmente nenhum asteroide que represente uma ameaça tão grave para a Terra, mas estima-se que dois terços do número de asteroides – com 140 metros de tamanho ou maior – ainda não foram descobertos. É por isso que a NASA, bem como outras agências, estão atualmente tentando se preparar para esse tipo de situação.

O oficial de defesa planetária da NASA, conhecido como Lindley Johnson, observou em um comunicado à imprensa que os exercícios ajudam, em última instância, toda a comunidade de defesa planetária a se comunicar entre si, bem como com seus governos, a fim de garantir que todos estejam coordenados caso haja uma ameaça de impacto potencial específica identificada em algum momento no futuro.

Na situação que foi criada pela NASA, ele foi inicialmente ‘localizado’ em 19 de abril e, depois de uma semana, os cientistas calcularam que tinha 5% de chance de atingir o planeta em 20 de outubro, apenas seis meses depois de ter sido descoberto. O exercício do dia 2 avançou para 2 de maio, quando os novos cálculos da trajetória de impacto mostraram que 2021PDC (nome dado ao asteroide) certamente poderia atingir o norte da África ou a Europa.

Os participantes que se juntaram à simulação consideraram uma série de missões em que uma espaçonave poderia destruir ou desviar um asteroide de seu próprio caminho. Os resultados, entretanto, mostraram que a Terra não estava pronta.

Quando Elon Musk, CEO da SpaceX, foi marcado no tweet, ele respondeu que essa era uma das muitas razões pelas quais deveria haver “foguetes maiores e mais avançados!”

(Fonte)

Colaboração: Lênio


Obrigado Elon pela sua preocupação, mas tenho a impressão que nem foguetes maiores poderão nos salvar de certas rochas espaciais se elas forem descobertas “em cima da hora”, ou até mesmo forem imperceptíveis, como já aconteceu antes. Sorte que essas não acertaram a Terra e não eram tão grandes.

Mas é possível que uma rocha espacial gigantesca chegue até nós sem ser percebida em tempo hábil, se ela vier da direção do Sol. Se isso acontecer, o astro rei ofuscará os telescópios dos astrônomos, impossibilitando-os de enxergarem o perigo que se aproxima. (E não sou eu dizendo isso; foi um astrônomo.)

– n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.


PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.
EnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol