web analytics

Edward Snowden: “Cuidado, pois algumas teorias da conspiração são verdadeiras”

Tempo de leitura: 2 min.
Edward Snowden: "Cuidado, pois algumas teorias da conspiração são verdadeiras"
Retrato estilizado de Edward Snowden em cima do muro em Berlim, na Alemanha. Crédito: depositphotos

Por Arjun Walia

Russell Brand recentemente conduziu uma entrevista com o denunciante da NSA, Edward Snowden, e divulgou a primeira parte dela.

Na entrevista, Snowden menciona algo que é verdade há várias décadas, e isso é o fato de que algumas coisas, e na minha opinião muitas coisas, que são chamadas de teoria da conspiração são de fato verdade.

Temos que ser cuidadosos e realmente utilizar nossas habilidades de pensamento crítico. Você pode assistir a entrevista completa mais abaixo.

A própria frase “teórico da conspiração” foi usada em 1967 em um despacho classificado da CIA fornecendo instruções sobre como manipular e administrar a opinião pública. Essa parece ser a maneira pela qual a frase chegou ao público. Eles cunharam a frase e a estabeleceram para destacar os dissidentes das opiniões oficialmente estabelecidas.

O documento foi divulgado como resultado do assassinato de JFK, quando muitas preocupações estavam sendo levantadas, preocupações que, independentemente de quanta consideração fosse justificada com base em certas evidências na época, foram ridicularizadas.

Ridicularizar algo, independentemente de quantas evidências contenha, é algo comum, especialmente hoje. Esta é uma ferramenta da “guerra psicológica” e é bastante desenfreada.

Um documento desclassificado dos arquivos da CIA na forma de uma carta de uma força-tarefa da CIA dirigida ao Diretor da Agência Central de Inteligência na época detalha o relacionamento próximo que existia entre a CIA e a mídia convencional e a acadêmica.

O documento afirma:

“[A CIA} agora tem relações com repórteres de todas as principais agências de notícias, jornais, notícias semanais e redes de televisão do país. Isso nos ajudou a transformar algumas histórias de ‘falha de inteligência’ em histórias de ‘sucesso de inteligência’ e contribuiu para a precisão de inúmeras outras.”

Além disso, explica como a agência “convenceu os repórteres a adiar, alterar, suspender ou até mesmo descartar histórias que poderiam ter afetado adversamente os interesses de segurança nacional ou fontes e métodos comprometidos”.

A segurança nacional hoje, na minha opinião, tornou-se um termo guarda-chuva para justificar medidas tomadas, bem como o sigilo em torno delas, implementado sob o pretexto de boa vontade para manter as informações em segredo e ridicularizar qualquer coisa que ameace determinados governos, empresas e/ou agendas políticas.

É por isso que pessoas como Julian Assange, acredito, são amordaçadas e colocadas na prisão. Eles são heróis modernos.

Hoje, a informação é uma ameaça, especialmente a informação que expõe ações antiéticas e imorais tomadas por governos.

Um dos melhores exemplos de conspirações anteriores que se revelaram verdadeiras pode ser a vigilância em massa, divulgada por Snowden e outros antes dele. O exemplo mais recente seria a existência de OVNIs, outro grande exemplo seria o terrorismo de bandeira falsa.

São muitas, e este tipo de guerra psicológica e o desejo de manipular a consciência do ser humano, que também pode ser considerada uma “teoria da conspiração”, está novamente em curso.

[Para instruções de como ativar a legenda em português do vídeo gerada pelo YouTube, embora ela possa não ser perfeita, clique aqui.]

(Fonte)


Simplesmente, deixe de usar seu cérebro como mero separador de orelhas e utilize-o para analisar profundamente, honestamente e com bom senso todas as informações disponíveis. Muitas vezes a verdade está em algo que vai contra àquilo que nos é imposto pelos meios de comunicação e pela sociedade como um todo.

Como manda o lema dos escoteiros: “Sempre alerta!”