web analytics

Interesse da Rússia pelos OVNIs é mostrado em documentos

Tempo de leitura: 4 min.
Interesse da Rússia pelos OVNIs é mostrado em documentos
Crédito da imagem: depositphotos

Os americanos estão aprendendo mais a cada semana sobre as investigações secretas do Pentágono sobre o mistério dos OVNIs, mas e quanto a outras potências mundiais, como a Rússia?

Nos anos 90, o repórter do Mystery Wire, George Knapp fez duas viagens para descobrir fatos na ex-URSS.

Como nos EUA, os militares russos passaram décadas minimizando e descartando o mistério dos OVNIs.

Cidadãos privados foram desencorajados a discutir abertamente discos voadores, mas nos bastidores, o Ministério da Defesa russo conduziu o que pode ser o maior estudo governamental sobre OVNIs na história mundial.

Uma ordem foi dada pelo Ministério da Defesa que todo incidente de OVNI deve ser totalmente investigado. Milhares de casos ocorreram em mais de dez anos, incluindo vídeos e fotografias.

Interesse da Rússia pelos OVNIs é mostrado em documentos
Uma imagem extraída de vídeo mostra um objeto avistado sobre a Rússia na década de 1970.

Em 1993 e novamente em 1996, Knapp viajou para a Rússia, se reuniu com ex-oficiais de defesa e teve acesso a centenas de páginas de materiais ovniológicos outrora classificados.

Na época, o coronel Boris Sokolov era responsável pelo estudo do Ministério da Defesa por dez anos. Ele disse que houve 40 incidentes em que aviões de guerra russos perseguiram OVNIs, resultando na queda de três desses aviões e na morte de dois pilotos.

Interesse da Rússia pelos OVNIs é mostrado em documentos
Coronel Boris Sokolov (1996)

Knapp também se reuniu com o comandante de longa data do sistema de defesa aérea da Rússia, que confirmou ter ordenado que a força aérea russa se retirasse e se abstivesse de atirar ou se envolver com OVNIs no espaço aéreo russo.

George Knapp produziu três relatórios sobre as investigações de OVNIs na Rússia em abril de 1996 na KLAS-TV, em Las Vegas, NV. Você pode assistir a dois deles abaixo, junto com a transcrição (Ambos os vídeos são precedidos de comerciais em inglês de alguns segundos. Deve-se esperar até que o documentário inicie):

Transcrição do vídeo acima:

Março de 1991, o radar do aeroporto de Leningrado detecta primeiro um, depois dois, então três objetos não identificados pairando sobre uma usina nuclear. De completamente estacinoários os OVNIs dispararam a 2.000 milhas por hora (3.200 km/h).

Montes Urais, 1976, um fotógrafo obtém esta foto e depois fornece um desenho mais detalhado.

Em maio de 1992, uma equipe militar na Península de Kola grava este objeto giratório.

Em Tbilisi, uma equipe filmando um video avista isto sobre suas cabeças.

Hoje, os russos comuns estão livres para discutir OVNIs, mas nem sempre foi assim. Durante os anos 50 e 60, o Kremlin declarou os OVNIs uma criação capitalista, portanto um tópico proibido, exceto nos bastidores. Stalin e outros líderes autorizaram estudos secretos de OVNIs.

O coronel reformado Bora Sokolov comandou esse estudo por 10 anos, todo o exército russo participou, milhares de relatórios foram gerados, mas foram mantidos em segredo até 1993.

Quando Sokoloff falou conosco pela primeira vez, o estudo incluiu 40 incidentes com aviões de guerra russos e OVNIs.

Um MIG teve sua asa danificada em uma colisão com um OVNI.

Este ex-piloto disse que um OVNI desativou seu avião com um feixe de luz.

Em 1982, um OVNI pairou sobre uma base de mísseis nucleares na Ucrânia por horas, códigos inexplicáveis ​​foram inseridos e os mísseis estavam prontos para o lançamento até que o OVNI desapareceu.

O general Igor Maltsev, por sete anos comandante de todo o sistema de defesa aérea soviética, lembra de uma revoada de OVNIs sobre Moscou em 1990.

Centenas de observações visuais e de radar feitas por militares Maltsev confirmam que sua ordem oficial não era para não atirar nos OVNIs. Mas ele se recusou a dizer muito mais. Seu chefe, o ex-vice-ministro da Defesa, sob ordens recusou-se a falar e até mesmo Sokolov agora reluta em falar, em parte porque foi atacado em jornais comunistas após nossa entrevista de 1993.

Havia mais de um tipo de calafrios na era de Moscou naqueles dias.

Com o golpe político duplo dos comunistas revividos e dos nacionalistas, o governo russo precisa de uma exposição de OVNIs, bem como precisa de uma pintura vermelha branca e azul no Kremlin.

A ciência recebeu a mensagem, os indivíduos e a Academia Russa estão agora minimizando seus estudos de longo prazo sobre OVNIs.

Estranhamente, a KGB abriu, inclusive o lançamento deste longo filme secreto de um OVNI. A KGB acrescenta que não tem interesse contínuo em discos voadores, embora tenha várias centenas de arquivos.

Onda russa de OVNIs de 1989-90 (links para documentos em inglês):

Transcrição da história acima:

O despertar para um jovem Bruce Willis falando russo é o primeiro sinal de que você não está mais no estado do Kansas. Mas o anúncio das Facas Ginzu permite que você saiba que também não é Oz. A influência ocidental é muito mais pronunciada aqui hoje do que sob os comunistas, mas o capitalismo e a democracia ainda estão pendurados por suas unhas.

O simples fato de chegar a Moscou já é assustador, pois fica a até 22 horas de avião de Las Vegas.

Mesmo no início de abril, as temperaturas pairavam perto de zero (Fahrenheit, 17 Celsius). Durante a maior parte de nossa visita, cerca de 400 pessoas morreram congeladas nas ruas de Moscou neste inverno.

Embora as cúpulas dos marcos históricos ainda brilhem com ouro, a grande maioria da população é extremamente pobre.

Dirigir nesta cidade é darwinismo motorizado, caos completo pontuado por um tráfego sólido como magma frio.

Qualquer pessoa com dinheiro é considerada máfia, o termo genérico para criminosos. Muitos dos recém-ricos fizeram o seu e um dos 10 ou mais cassinos de Moscou, que atendem a turistas ocidentais, mas cujos interiores espartanos e anúncios estéreis poderiam usar um pouco do toque de Las Vegas.

Estávamos em Moscou para estabelecermos laços com oficiais militares a respeito de estudos secretos de OVNIs. O Ministério da Defesa nos admitiu há três anos que tais estudos não eram prioridade, centenas de documentos e fotos foram colocados à nossa disposição.

Desta vez, entrevistamos o ex-ministro da Aeronáutica soviético, o russo de maior posição que já falou sobre OVNIs com um jornalista ocidental, mas Moscou foi apenas a primeira parada.

Depois de ser pego tentando gravar um white-out (neve intensa, interrompendo os voos) no aeroporto, foi uma viagem tempestuosa de nove horas até o fim da terra, Vladivostok. Um porto marítimo infestado pelo crime, onde nosso menu de serviço de quarto de hotel oferecia serviço de guarda-costas. “Grande aventura.”

As referências sarcásticas ao nosso passeio nesta carruagem antiga através de tempestades de neve e vasto vazio, às vezes no nível das copas das árvores, até a corajosa cidade industrial de Dalnegorsk, onde em 1986 algo como o Roswell russo ocorreu.
Testemunhas viram um objeto cair nesta montanha.

Os cientistas analisaram os estranhos destroços, mas notem o que eles possuem.

(Fonte)

Colaboração: Edmar M. da Silva


Sem dúvidas, qualquer nação que mantenha silos com ogivas nucleares já foi visitada pelos OVNIs, e têm registro disso. E a Rússia, pela sua extensão territorial, deve ter um rico histórico ovniológico para nos contar … se o governo deixar.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site.

Clique aqui para apoiar através do site Apoia.se, ou use o botão abaixo:


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:

(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.