web analytics

O Motor de Fusão Direta que pode nos levar além de Netuno em 10 anos

Tempo de leitura: 2 min.
O Motor de Fusão Direta que pode nos levar além de Netuno em 10 anos
Crédito da ilustração: depositphotos

Os cientistas delinearam a forma como os humanos poderiam viajar por Netuno em menos de 10 anos – com mais de 1,5 toneladas de carga a bordo.

O segredo é um motor de fusão direta (de sigla em inglês, DFD) que está sendo trabalhada, que entrará em ação assim que a espaçonave entrar em órbita e a propelirá a até 44 quilômetros por segundo. De lá, a espaçonave poderia conduzir experimentos em Netuno, bem como objetos transnetunianos (de sigla em inglês, TNOs), ou planetas anões externos como Makemake, Eris e Haumea.

O DFD é um reator nuclear sendo desenvolvido pelo Princeton Plasma Physics Laboratory e a Princeton Satellite Systems que usa deutério puro como combustível para gerar impulso e energia elétrica para a espaçonave. Em um novo artigo publicado no servidor de pré-impressão arXiv, cientistas dos EUA, Itália e Rússia explicam como o DFD funciona:

“Nesse DFD, o propelente é primeiro ionizado, depois entra em uma região com um forte campo magnético imposto externamente. Aqui, o propelente flui ao redor do núcleo do motor, dentro do qual ocorre a reação de fusão nuclear e seus produtos aquecem o propelente. Em seguida, o propelente quente se expande em um bico magnético, produzindo impulso.”

Para viajar até a fronteira externa do sistema solar, o motor DFD passa por três fases de propulsão. A fase um é a fase de partida da espiral, onde a nave é lançada da órbita baixa da Terra e acumula velocidade para sair da esfera de influência da Terra. Isso, é claro, depois de ser lançado da superfície de uma forma ou de outra. (Muitas das pesquisas atuais de viagens espaciais se concentram em colocar em órbita uma classe de veículos lançadores ou locais para ajudar a agilizar o processo de lançamento no espaço sideral.)

A seguir vem a fase interplanetária, onde o impulso realmente atingirá suas velocidades máximas. O legal sobre projetos como o DFD para uso no espaço sideral é que uma quantidade relativamente pequena de empuxo aumenta com o tempo e aumenta para uma quantidade enorme. A velocidade pode ser ajustada usando um período de aceleração mais longo e, para os planetas anões mais distantes, esse período pode ser muito mais longo, dizem os cientistas.

Finalmente, a fase de encontro é quando a espaçonave diminui a velocidade e manobra em órbita ao redor do destino. Os cientistas enfatizam que, assim como o lançamento da órbita baixa da Terra, o objetivo deste artigo não é detalhar como levar a carga útil da órbita para a superfície do planeta:

“Estamos aqui apenas para o DFD e a matemática complexa de como longa a viagem vai durar.”

Qual é a vantagem de usar um DFD? Bem, os cientistas dizem que é a opção mais viável para viagens espaciais distantes. Sem ele, provavelmente não seremos capazes de fazer a viagem, a menos que algo totalmente novo surja.

Eles explicam:

“[E] em uma de suas configurações menores, como a apresentada neste trabalho, seu impulso seria comparável ao dos mais promissores propulsores eletromagnéticos de alta potência, mas o impulso específico seria maior.”

Isso significa que, para o mesmo tamanho e carga útil, o DFD terá um desempenho semelhante ao do propulsor eletromagnético mais poderoso. E ter opções pode fazer a diferença entre uma missão bem-sucedida a Netuno ou, bem, ficar aqui na órbita baixa da Terra.

(Fonte)

Colaboração: Lênio


Dez anos para chegar em Netuno? Bem, embora seria um salto gigantesco quando comparado com a tecnologia sendo utilizada atualmente, ainda está muito aquém do que seria necessário para realmente explorarmos o Universo. Motores de dobra espacial parecem muito mais promissores, se é que eles são possíveis de serem fabricados.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site.

Clique aqui para apoiar através do site Apoia.se, ou use o botão abaixo:


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:

(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.