web analytics
Tempo de leitura: 2 min.

Ideias para futuras missões da NASA em busca de civilizações extraterrestres

Tempo de leitura: 2 min.
Ideias para futuras missões da NASA em busca de civilizações extraterrestres
Recriação artística de um exoplaneta hipotético com luzes artificiais no lado noturno. Crédito: Rafael L

Um pesquisador do Instituto de Astrofísica das Canarias (IAC) é o autor principal de um estudo com propostas de ‘tecnossignaturas’ – evidências do uso de tecnologia ou atividade industrial em outras partes do Universo – para futuras missões da NASA. O artigo, publicado na revista especializada Acta Astronautica, contém as conclusões iniciais de um encontro de especialistas em busca de vida extraterrestre inteligente, promovido pela agência espacial para reunir conselhos sobre o assunto.

No artigo, são apresentadas várias ideias para a busca de tecnossignaturas que indiquem a existência de civilizações extraterrestres, desde as mais monótonas, como a presença de poluição industrial na atmosfera ou grandes enxames de satélites, até hipotéticos trabalhos gigantescos de engenharia espacial, como escudos de calor para evitar as mudanças climáticas ou esferas de Dyson para o uso ideal da luz da estrela local.

Algumas das pesquisas propostas parecem muito distantes no espaço, através de nossa galáxia e até mesmo além, enquanto outras visam a varredura de nosso próprio sistema solar em busca de sondas que podem ter sido enviadas aqui em um passado distante. Além disso, está incluído um estudo de uma nova maneira de classificar as tecnossignaturas em função de sua ‘pegada cósmica’, uma medida de quão conspícuas elas são em grandes distâncias.

Hector Socas-Navarro, pesquisador do IAC, Diretor do Museu da Ciência e do Cosmos, dos Museus de Tenerife, e o primeiro autor do artigo, informou:

“Não temos ideia se a inteligência é algo muito comum no Universo ou, pelo contrário, se é extremamente rara. Por esse motivo, não podemos saber se essas pesquisas têm alguma chance de sucesso. Não há escolha a não ser pesquisar e ver o que encontramos, porque as implicações seriam enormes.”

Jacob Haqq-Misra, co-autor do artigo e presidente do comitê organizador do TechnoClimes 2020, disse:

“A ideia de pesquisar tecnossignaturas baseia-se na tecnologia que temos hoje na Terra e nas possíveis extensões de nossa tecnologia no futuro. Isso não significa necessariamente que qualquer tecnologia extraterrestre deva ser como a nossa, mas imaginar extensões plausíveis de nosso próprio futuro é um lugar para começar a pensar em pesquisas astronômicas que poderíamos realmente fazer para procurar possíveis tecnossignaturas.”

A busca por tecnossignaturas

Em 1993, a NASA encerrou abruptamente seu programa inicial SETI para a busca de vida extraterrestre inteligente, quando ele mal havia começado. O programa consistia em dois projetos ambiciosos complementares, um usando o radiotelescópio gigante em Arecibo, em Porto Rico, e o outro com as antenas da Deep Space Network na Califórnia. Agora, quase 30 anos depois, as coisas mudaram e a Agência quer reiniciar seu esforço de busca.

Na última década, grandes avanços na instrumentação astronômica foram feitos, levando a uma revolução na ciência da descoberta e estudo de exoplanetas. Os novos telescópios e projetos em futuras missões espaciais permitirão pela primeira vez a busca dos chamados biomarcadores, evidências de vida em outros planetas. Muitos especialistas consideram plausível que nos próximos anos descobriremos vida extraterrestre, embora seja mais provável que seja uma forma de vida muito simples.

Dado o avanço tecnológico presente e futuro, haverá novas oportunidades de busca por tecnossignaturas. É por isso que a NASA decidiu se envolver novamente na busca por inteligência extraterrestre, aproveitando as possibilidades dos atuais e futuros observatórios espaciais.

Esses assuntos, entre outros, estiveram na pauta do encontro TechnoClimes 2020 sob os auspícios da NASA no Blue Marble Space Institute of Science (Seattle, EUA). Com cientistas de todo o mundo, seu objetivo era propor novos desenvolvimentos abrindo caminho para avanços futuros.

Por fim, devido à pandemia do COVID-19, o encontro foi realizado virtualmente por videoconferência, na qual 53 pesquisadores de várias disciplinas vindos de 13 países discutiram uma série de aspectos da busca por outras espécies inteligentes.

(Fonte

Uma pena a prioridade da NASA, ao contrário do que ela declara, não seja divulgar a existência de vida extraterrestre. Procurar, sim, divulgar…???

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é produtos-OVNI-Hoje-1.jpg
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Loja-Nerd.jpg

Leitores OVNI Hoje ganham 10% de desconto em todos os produtos da Loja Nerd, inclusive nos produtos OVNI Hoje. (Use o cupom OVH10)


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.

Plugin Kapsule Corp