web analytics
Tempo de leitura: 2 min.

Luz misteriosa aparece no céu da Patagônia – NASA tem explicação

Tempo de leitura: 2 min.
Luz misteriosa aparece no céu da Patagônia - NASA tem explicação
Crédito: Santiago Arévalo

O fotógrafo Santiago Arévalo disse que desceu até uma praia da Patagônia à meia-noite daquela noite com quatro pessoas. O objetivo era fazer astrofotografia da Via Láctea.

Ele disse:

“Ficamos todos sentados na areia olhando as estrelas e conversando um pouco. Por volta da 1h30 da manhã vemos que por trás das montanhas, do outro lado do lago, começa a surgir uma espécie de brilho branco no qual ele conseguiu capturar o momento exato em que um enorme objeto luminoso se iluminou no céu noturno.

“Todos nós pensamos que era a Lua saindo daquele setor, o que é muito estranho porque a Lua sai do lado totalmente oposto.

“Corri até o tripé para girar a câmera daquele setor e tirei algumas fotos para ver o que consigia salvar do que vimos, que até então era a Lua.

“Depois de alguns segundos, vimos que não era a Lua, era uma ponta, algo um pouco maior que uma estrela, mas que vinha acompanhada de uma espécie de halo em forma de triângulo.

“Naquele momento estávamos todos pensando o que era, se era um avião, mas não tinha as luzes vermelha e verde nas laterais. Foi super estranho e a luz era muito branca. Depois de alguns minutos, ela desapareceu no céu e o brilho branco das nuvens permaneceu por mais alguns segundos.

“Consegui gravar isso e dá para ver o traço que a luz fez ao longo do tempo que a câmera fechou, por isso dá para ver uma linha e não um ponto. No dia seguinte conversamos com outros conhecidos que estavam no mesmo acampamento e eles nos disseram que também estavam assistindo de outro trecho da praia.

O que a NASA disse sobre isso?

A NASA explicou que este enorme objeto de luz corresponde à passagem de um foguete que pertencia a uma missão lunar fracassada em 1966, que foi impulsionado por um Centauro da década de 1960.

O NEO (sigla em inglês para Objeto Próximo à Terra) – (foguete Centauro) foi descoberto em setembro por astrônomos em busca de asteroides próximos e foi visto no último domingo (6) por volta de 1h30 na área da Patagônia.

Mas será que a explicação da NASA é precisa, dado que um objeto de enormes proporções, maior que a Lua, não pode ser atribuído à presença de um velho foguete Centauro que está à deriva no espaço?

(Fonte)


– n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.


PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.
EnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol