Uma das vítimas mais trágicas da corrida espacial

Tempo de leitura: 2 min.
Uma das vítimas mais trágicas da corrida espacial
Os restos de Vladimir Komarov. Fonte: history.com


Acidentes espaciais são muito comuns. Vários astronautas e cosmonautas perderam suas vidas durante suas viagens ao espaço sideral. Não tínhamos informações suficientes quando a exploração espacial começou. Consequentemente, o mau funcionamento dos foguetes espaciais levou várias vidas ao longo dos anos. A Space X e a Blue Origin estão atualmente trabalhando em foguetes que podem trazer os astronautas de volta à Terra com segurança. Estas empresas estão tentando minimizar as chances de acidentes.

Uma das vítimas mais trágicas da corrida espacial
Retrato de Vladimir Komarov. Fonte: Wikimedia Commons

Vladimir Komarov era um oficial da União SoviéticA e fazia parte do programa Soyuz russo. Este é conhecido como o programa espacial de maior duração na história da exploração espacial. É considerado um dos programas de maior sucesso, pois vários foguetes e espaçonaves foram adicionados aos seus registros desde 1966. No entanto, as coisas não eram tão perfeitas quando o programa foi lançado.

A missão Soyuz 1 terminou com a morte do cosmonauta Komarov a bordo, marcando a primeira morte na história do espaço. De acordo com os registros, o cosmonauta soviético Vladimir Komarov foi morto quando seu paraquedas não foi acionado durante o pouso de sua espaçonave. O referido incidente ocorreu em 24 de abril de 1967.

Vladimir Komarov foi selecionado para testar a espaçonave Soyuz I em meio à corrida espacial entre os Estados Unidos e a União Soviética. Komarov era piloto de caça e engenheiro aeronáutico de profissão. Ele era um dos melhores da turma. Ele fez sua primeira viagem ao espaço sideral em 1964, três anos antes da infeliz viagem de 1967.

Komarov estava programado para reentrar na Terra assim que completou com sucesso 16 órbitas da Terra. Ele, no entanto, teve um problema e não conseguiu disparar os freios do foguete. Foram necessárias duas viagens ao redor da Terra antes que o cosmonauta pudesse conseguir a reentrada.

Komarov não tinha ideia de que esta seria sua última viagem ao espaço. Ele não achava que sua cápsula espacial acabaria por matá-lo. Quando a Soyuz I atingiu uma altitude de 7.000 metros, um paraquedas deveria ser aberto, trazendo Komarov em segurança para a terra. No entanto, o paraquedas não foi ejetado com precisão durante a reentrada da nave. Além disso, ele não tinha um backup com ele; havia um único pára-quedas em sua cápsula espacial. Ele finalmente caiu no chão e foi morto.

De acordo com vários registros, ele ficou furioso em seus últimos momentos. Ele ficou inconsciente logo depois que reentrou na terra e caiu. Seus restos foram descobertos posteriormente e homenageados pelo governo russo. Eles foram levados em um caixão aberto, já que ele foi considerado um herói que voluntariamente deu sua vida pelo bem da humanidade.

Houve um grande luto público por Komarov em Moscou, e suas cinzas foram enterradas na parede do Kremlin. A esposa de Komarov não soube do lançamento da Soyuz I até que ele já estivesse em órbita. Ela não conseguiu dizer adeus ao marido.

Apesar dos perigos, tanto a União Soviética quanto os EUA continuaram seus programas de exploração espacial. O governo dos Estados Unidos enviou uma espaçonave à Lua após dois anos daquele acidente. Neil Armstrong conseguiu pousar com segurança na superfície lunar.

(Fonte)


Astronautas morreram em ambos os concorrentes da corrida espacial. Contudo, por ser um governo comunista, muitas das mortes de astronautas e funcionários da agência espacial soviética não seriam reveladas de imediato.

Mas seja de qual lado for, esses heróis espaciais merecem nosso respeito, pois foi através de seus esforços e sacrifícios que hoje podemos contar com muitos dos avanços tecnológicos que nos rodeia.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site.

Clique aqui para apoiar através do site Apoia.se, ou use o botão abaixo:


*Agora você também pode doar através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:

(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.