Cosmonauta acredita que humanos encontrarão outros tipo vidas em Marte

Tempo de leitura: 3 min.
Cosmonauta acredita que humanos encontrarão outros tipo vidas em Marte
Claro que não seria este tipo de vida … ou seria?

O programa espacial russo sabe algo (ou algumas coisas) que a NASA não sabe? Se entrevistas recentes com cosmonautas servirem de indicação, essa resposta é um sonoro “Da!” (Sim, em russo). – especialmente se o assunto for a existência de vida em outros planetas. Primeiro, o cosmonauta Ivan Vagner, na época um membro da tripulação da Estação Espacial Internacional, grava cinco OVNIs perto da ISS e os relata no Twitter com a mesma indiferença que faria no Twitter uma foto de sua última refeição espacial congelada. Em seguida, astrobiólogos russos relatam a descoberta de fosfina na alta atmosfera de Vênus – um forte indicador da presença de vida. Isso é seguido pelo cosmonauta Sergei Kud-Sverchkov, em uma entrevista discutindo sua preparação para se tornar um membro da tripulação da ISS, revelando que os cosmonautas são treinados para se comunicar com quaisquer alienígenas que encontrem. E agora, tem isto:

Portanto, quando o ser humano chegar a Marte, provavelmente encontrará alguma vida, muito semelhante à dos terráqueos, mas já mais adaptada às condições de Marte.

Cosmonauta acredita que humanos encontrarão outros tipo vidas em Marte
Cosmonauta Oleg Artemyev

Em uma entrevista ao Sputnik News, Oleg Artemyev explicou porque ele acredita que os humanos encontrarão formas de vida em Marte semelhantes às da Terra (Terra). Artemyev é um cosmonauta experiente – ele passou 356 dias no espaço como engenheiro de voo nas Expedições 39 e 40 para a Estação Espacial Internacional (incluindo três caminhadas espaciais) e foi o Comandante da Soyuz MS-08. Embora não pareça que ele mesmo encontrou alienígenas no espaço ou na Terra, Artemyev está confiante de que seus colegas o farão quando chegarem a Marte. O que o torna tão seguro disso?

Acredito que de fato já exista vida em Marte e é muito provável que já a tenhamos introduzido. Uma vez que todos aqueles veículos, rovers e estações que chegaram a Marte – por mais que tenhamos processado, limpado ou colocado em quarentena – ainda assim em algum lugar escondido eles trouxeram com eles os microorganismos mais simples.

– Oleg Artemyev

Oleg Artemyev é um realista – nenhuma nave espacial, não importa o quão bem elas sejam higienizadas na Terra, pode deixar o planeta sem micróbios dentro dela. A União Soviética/Rússia tem voado ou orbitado Marte desde 1960, pousando nele com sondas desde 1971. Os Estados Unidos foram mais longe e colocaram jipe-sondas no planeta desde os anos 1990, espalhando os micróbios. As missões da ISS provaram que micróbios e tardígrados (aqueles microanimais fofos chamados de ‘ursos d’água’ que podem sobreviver e prosperar fora da estação espacial). Tudo o que Artemyev está fazendo é conectar alguns pontos óbvios e tirar uma conclusão … quando os humanos pisam em Marte, eles têm uma boa chance de encontrar criaturas da Terra vivendo e possivelmente prosperando lá, embora não na forma que tinham quando partiram devido às condições imensamente diferentes no Planeta Vermelho.

Estaria Oleg Artemyev certo … ou pelo menos no caminho certo? O melhor argumento contra sua teoria da panspermia reversa é que o ambiente de Marte e a viagem até lá seriam demais para permitir que até mesmo um micróbio sobrevivesse. Isso não é um grande argumento, considerando a preocupação da NASA, Roscosmos e outros programas espaciais com a limpeza de suas espaçonaves – especialmente depois que retornam à Terra.

Aqui está outra pergunta – se os humanos encontrarem os descendentes da vida terrestre em Marte, estes ficarão felizes em nos ver? Implorarão-nos para levá-los de volta para casa? Ou será que a mensagem do cartunista Walt Kelly que ficou famoso em sua história em quadrinhos Pogo reinará em Marte como ainda acontece na Terra?

“Encontramos o inimigo e ele somos nós.”

(Fonte)


Mas o que o cosmonauta não mencionou foi que possivelmente haverá vida indígena marciana, pois se micróbios da Terra, em tese, podem se adaptar às condições de Marte, então – já que acredita-se que aquele planeta tinha vida abundante no passado – muitos micro-organismos genuinamente marcianos podem ainda estar prosperando em sua superfície.

Uma pena a NASA estar com seus tapa-olhos acionados para isso.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.