Coalizão Científica pede abertura de dados sobre OVNIs pelo Departamento de Defesa (EUA)

Tempo de leitura: 3 min.

A Coalizão Científica para Estudos de OVNIs (Scientific Coalition for UAP Studies) pediu em comunicado recente que todos os dados e informações mantidos por órgãos do governo dos EUA fossem liberados para o devido estudo com rigor científico:

Coalizão Científica pede abertura de dados sobre OVNIs pelo Departamento de Defesa (EUA)

Contato: Jonathan Lace, Diretor de Relações Públicas da SCU

Email: public.info.scu@gmail.com

Site: https://www.explorescu.org

Twitter: @ExploreSCU

Assunto: Análise da SCU dos vídeos UAP do DoD

Em abril de 2020, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos (DoD), em uma etapa sem precedentes, postou em seu site público três vídeos de Fenômenos Aeroespaciais Não Identificados (UAPs – conhecidos para nós como OVNIs) obtidos durante operações militares. Esses vídeos já estavam em circulação pública. A publicação e classificação oficial desses vídeos como contendo fenômenos “não identificados” teve um impacto significativo e histórico no debate público mais amplo sobre o assunto. Por exemplo, com base nesses vídeos e relatórios e entrevistas subsequentes de testemunhas oculares publicadas pelo The New York Times, outros meios de comunicação e em vários documentários de televisão, no início deste ano o Comitê de Inteligência do Senado dos Estados Unidos solicitou um relatório não classificado do Diretor de Inteligência Nacional, que analisa e resume dados do Office of Naval Intelligence e sua Força-Tarefa de Fenômenos Aéreos Não Identificados, o Federal Bureau of Investigation (FBI), e que estabelece uma descrição detalhada da coleta de dados entre várias agências federais. *Estas são as agências governamentais mais significativas em respostas à questão UAP desde o estabelecimento do Projeto Livro Azul há mais de 60 anos. A Coalizão Científica para Estudos de Fenômenos Aeroespaciais Não Identificados (SCU) aplaude o lançamento oficial desses dados pelo DoD e espera que isso possa indicar uma vontade de envolver a comunidade de pesquisa pública.

O trabalho anterior da SCU relacionado a esses três vídeos é o seguinte:

(1) 14 de novembro de 2004, o USS Nimitz e o USS Princeton encontraram um UAP na costa do sul da Califórnia. Este encontro incluiu contatos de radar, um engajamento por um F / A-18F, e duas horas depois este vídeo foi feito de um UAP. Um grupo de pesquisa da SCU analisou exaustivamente o vídeo de 14 de novembro de 2004 do UAP e todos os dados publicamente disponíveis do incidente relacionado, e produziu uma avaliação revisada por pares **, bem como um artigo científico revisado por pares: “Estimating Flight Characteristics of Anomalous Unidentified Aerial Vehicles in the 2004 Nimitz Encounter”, por Knuth, Powell e Reali. *** As conclusões desses artigos apontam para uma tecnologia UAP com recursos exibidos que não correspondem a nenhuma tecnologia conhecida no domínio público, e pedem o lançamento de dados adicionais coletados pelos militares durante o evento;

(2) vídeo de 26 de janeiro de 2015 conhecido como o vídeo “Gimbal” envolvendo o USS Carrier Strike Group Roosevelt que estava operando na costa leste dos EUA;

(3) Vídeo de 26 de janeiro de 2015 conhecido como o vídeo “Go Fast” envolvendo o USS Carrier Strike Group Roosevelt que operava na costa leste dos EUA.

A SCU tem dados de apoio insuficientes para desenvolver uma análise completa de qualquer um desses dois vídeos e dos eventos circundantes de 26 de janeiro de 2015 e gostaria de receber quaisquer dados de radar relacionados, transmissões EM ou depoimentos de testemunhas que pudessem ser fornecidos pelos envolvidos no incidente. A SCU pode ser contatado aqui: https://www.explorescu.org/contact-us.

A SCU usa métodos científicos informados por dados validados. Incluímos uma investigação completa de testemunhas, canais de origem, gravação de vídeo com arquivos EXIF ​​válidos, arquivos de dados de instrumentos técnicos e depoimentos de testemunhas corroboradas, e cruzamos todas as informações com as fontes, datas e horários dos incidentes. A partir da análise desses dados, geramos hipóteses, recomendações e questões para estudos posteriores.

A SCU acredita que todos os dados técnicos ou governamentais não classificados relativos a objetos aeroespaciais não identificados devem ser disponibilizados ao público para serem investigados abertamente pela comunidade científica em geral. Uma investigação científica completa de tais dados seria capaz de descobrir informações valiosas relacionadas à segurança nacional e ao avanço de nossa compreensão da física, engenharia aeroespacial e de nosso mundo.

A SCU recomenda o seguinte:

Esse Congresso (EUA) deve alocar financiamento público de pesquisa por meio da National Science Foundation (NSF), do Departamento de Energia (DOE), do Departamento de Defesa (DOD) e/ou da NASA para estudar esses fenômenos, cujos resultados seriam então publicados no público domínio; e que o Congresso deve exigir que todos os ramos do governo (por exemplo, Serviços Armados, NASA, NORAD, etc.) divulguem à comunidade científica aberta todos os dados (eletrônicos e observacionais) e, consequentemente, pesquisas sobre esses fenômenos, que não comprometem nossos interesses de segurança nacional .

A Coalizão Científica para Estudos de Fenômenos Aeroespaciais Não Identificados (UAP) (SCU) é uma organização internacional 501 (c) (3) sem fins lucrativos com sede em Fort Myers, Flórida e fundada em 2017, que estuda fenômenos UAP passados ​​e presentes. Esta organização de pesquisa é composta por cientistas, engenheiros, ex-oficiais militares, policiais e outros com experiência científica, técnica e investigativa.

* https://www.congress.gov/116/crpt/srpt233/CRPT-116srpt233.pdf

** https://www.explorescu.org/post/nimitz_strike_group_2004

*** https://www.mdpi.com/2504-3900/33/1/26

Para obter um pdf deste comunicado à imprensa, clique aqui.

(Fonte)

Colaboração: Marcelino


Alguém aqui quer apostar como o pedido não será atendido?

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.