NASA vai pagar para empresas extraírem minérios na Lua

Tempo de leitura: 2 min.
NASA Lua


A NASA lançou na quinta-feira (10) um esforço para pagar empresas que queiram minerar recursos na Lua, anunciando que compraria delas rochas, sujeira e outros materiais lunares enquanto a agência espacial dos EUA busca estimular a extração privada de recursos externos cobiçados para seu uso.

A iniciativa, que visa empresas que planejam enviar robôs para minerar recursos lunares, é parte do objetivo da NASA de definir o que Bridenstine chamou de “normas de comportamento” no espaço e permitir a mineração privada na lua de maneiras que poderiam ajudar a sustentar futuras missões de astronautas. A NASA disse que vê os recursos minerados como propriedade da empresa, e que os materiais se tornarão “propriedade exclusiva da NASA” após a compra.
Reuters

Ambições extraterrestres

Em maio, a NASA preparou o palco para um debate global sobre os princípios básicos que governam como as pessoas viverão e trabalharão na Lua, divulgando os princípios principais do que ela espera que se torne um pacto internacional para a exploração lunar, chamado Acordos Artemis. Isso permitiria que as empresas possuíssem os recursos lunares que exploram, um elemento crucial para permitir que os contratantes da NASA convertam o gelo da lua em combustível de foguete ou minem minerais lunares para construir plataformas de aterrissagem.

Salto lunar gigante

Sob a iniciativa divulgada na quinta-feira, a NASA ofereceu a compra de quantidades limitadas de recursos lunares e pediu às empresas que apresentassem propostas. Sob contratos cujos termos variam, uma empresa de mineração na Lua coletaria rochas lunares ou solo para vender à NASA sem ter que trazer os recursos de volta à Terra.

Mike Gold, chefe de relações internacionais da NASA, disse à Reuters:

Este é um pequeno passo para os recursos espaciais, mas um salto gigante para a política e precedentes.


Joanne Gabrynowicz, ex-editora-chefe do Journal of Space Law, disse em uma entrevista:

Eles estão pagando a empresa para lhes vender uma pedra de sua propriedade. Esse é o produto. Uma empresa tem que decidir por si mesma se vale a pena correr o risco financeiro e tecnológico de fazer isso a fim de vender uma pedra.

(Fonte)

Colaboração: Lênio


n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site.

Clique aqui para apoiar através do site Apoia.se, ou use o botão abaixo:


*Agora você também pode doar através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:

(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.