web analytics
Tempo de leitura: 2 min.

Misteriosos sinais vindos do espaço retornam no horário de sempre

Tempo de leitura: 2 min.
Misteriosos sinais vindos do espaço retornam no horário de sempre
O círculo verde marca a origem do sinal FRB 121102. Crédito: Rogelio Bernal Andreo.

Os cientistas ainda não conseguem determinar a natureza desses impulsos.

No início deste ano, astrônomos anunciaram uma descoberta incrível. A rajada rápida de rádio, chamada FRB 121102, repetia a cada 157 dias. Ao mesmo tempo, a FRB 121102 demonstra múltiplas explosões durante um período de cerca de 90 dias e, em seguida, acalma por cerca de 67 dias.

No entanto, apesar do padrão revelado, não havia garantia de que esse ciclo continuaria. Mas isso aconteceu mais uma vez. Em 17 de agosto passado, uma equipe liderada por Pei Wang do Observatório Astronômico Nacional da China detectou 12 rajadas de FRB 121102 com o radio telescópio FAST (telescópio esférico com quinhentos metros de abertura) – o maior telescópio de abertura do mundo, indicando que o a fonte está novamente em fase ativa.

De acordo com os cálculos da equipe de Wang, a fase ativa deve terminar entre 31 de agosto e 9 de setembro de 2020. Se FRB 121102 continuar ativo após essas datas, isso pode significar que a frequência foi calculada incorretamente ou mudou de alguma maneira.

Essas rajadas, de sigla em inglês FRB, são um dos mistérios mais fascinantes do espaço. Estes são sinais de rádio extremamente poderosos vindos do espaço profundo, galáxias a milhões de anos-luz da Terra. Algumas delas emitem mais energia do que 500 milhões de sóis. Mas, ao mesmo tempo, elas duram uma fração de segundo, e a maioria delas não se repete, o que as torna muito difíceis de prever, rastrear e, portanto, entender, embora os cientistas tenham avançado no rastreamento dessas explosões únicas.

Até agora, as possíveis explicações para esses sinais poderosos incluem estrelas de nêutrons, buracos negros, pulsares acompanhados, pulsares em explosão, magnetares e até mesmo alienígenas.

(Fonte)


Ao contrário do que o artigo declara, nem todas as rajadas rápidas de rádio vêm de fora da galáxia. Recentemente foi descoberta uma vinda de nossa própria galáxia, a Via Láctea:

– n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.


PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.
EnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol