Meteorito arco-iris pode conter blocos de construção de vida

Tempo de leitura: 2 min.
Meteorito arco-iris pode conter blocos de construção de vida
Uma seção transversal de um pequeno fragmento de Aguas Zarcas mostra argilas coloridas que podem incluir compostos orgânicos complexos. (Imagem: © Laurence Garvie / Center for Meteorite Studies / Arizona State University)


É um bom momento para ser um caçador de meteoritos da Costa Rica.

Uma pequena rocha espacial atingiu a Costa Rica em 23 de abril de 2019. E pode ter carregado com ela blocos de construção para toda a vida.

A bola de fogo de argila do tamanho de uma máquina de lavar se quebrou antes de pousar. Moradores encontraram fragmentos espalhados entre duas aldeias, La Palmera e Aguas Zarcas. E embora meteoritos apareçam em toda a Terra, esses fragmentos eram especiais; o asteroide que os gerou era um fragmento remanescente do início do sistema solar, feito da poeira da nebulosa giratória que acabaria por formar nosso sistema solar, formada em estrelas ainda mais antigas. E os meteoritos que choveram no evento – chamados coletivamente de Aguas Zarcas – pertencem a uma classe rara chamada condritos carbonáceos, que se formam nas primeiras horas do surgimento do sistema solar e são tipicamente embalados com carbono.

Esta rocha espacial específica contém compostos de carbono complexos, provavelmente incluindo aminoácidos (que se unem para formar proteínas e DNA) e talvez outros blocos de construção ainda mais complexos da vida.

Enquanto outros pedaços rochosos do sistema solar bem primitivo se tornaram partes de planetas, este permaneceu intacto e mudou com o tempo apenas por meio de reações químicas impulsionadas pela luz solar que estimularam a criação de compostos químicos cada vez mais complexos.

Um meteoro anterior que explodiu sobre Murchison, Austrália, em 1969, tinha características semelhantes. Os aminoácidos descobertos em sua argila, relatou Joshua Sokol na revista Science, ajudaram a espalhar a ideia de que a vida na Terra pode ter se originado de produtos químicos trazidos por meteoritos. E como o meteorito Murchison, este fragmento de Aguas Zarcas contém poeira da antiga Via Láctea, antes de nosso Sol se formar.

Os estudos desse novo meteorito ainda estão incompletos, escreveu Sokol. Mas os pesquisadores estão entusiasmados por poderem examiná-lo usando técnicas modernas, procurando por compostos orgânicos complexos – talvez até proteínas – que, mesmo que existissem no interior do meteorito de Murchison, há muito desapareceram, degradando-se na atmosfera da Terra. (O meteorito Murchison se assemelhava muito a Aguas Zarcas, e se Aguas Zarcas continha proteínas, então Murchison provavelmente também, embora a oportunidade de detectá-las tenha sido perdida.) Já há evidências de aminoácidos neste fragmento de Aguas Zarcas não encontrados em outro lugar em Terra…

No futuro, ainda mais amostras originais podem ficar disponíveis. A sonda japonesa Hayabusa2, lançada em 2014 com o objetivo de amostrar o asteroide Ryugu, já está voltando com poeira de Ryugu a bordo, uma amostra que pode conter condrito carbonáceo, observou Sokol. E em 2023, a NASA retornará suas próprias amostras de um asteroide semelhante, Bennu, que Sokol relatou ser provavelmente relacionado a Aguas Zarcas.

Sokol escreveu:

Esses restos de asteroides serão realmente puros, nunca tendo tocado a atmosfera ou se instalado no solo da floresta tropical.

Mas, por enquanto, Aguas Zarcas é a melhor fonte disponível de compostos de carbono para viajantes espaciais.

(Fonte)

Colaboração: seukikonetwork


Tanta “semente da vida” viajando pelo espaço em todo o Universo e tem gente que acredita piamente que somente o nosso planeta contém vida. Ou são mentes muito pequenas, ou são deturpadas por algum tipo de fanatismo.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.