Anomalia no campo magnético da Terra está prestes a se dividir em duas

Tempo de leitura: 2 min.
Anomalia no campo magnético da Terra está prestes a se dividir em duas
“Foto” antiga da Anomalia do Atlântico Sul, antes dela começar a se dividir.

Geólogos começaram a expressar preocupação com o campo magnético que protegia a Terra da radiação solar mortal em 2019, quando a Administração Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos foi forçada a atualizar seu modelo magnético global um ano antes, depois de descobrir que o pólo norte magnético estava se movendo rapidamente para fora do Ártico canadense, em direção à Sibéria.

A Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço dos Estados Unidos está rastreando uma grande ‘depressão’ no campo magnético da Terra.

A área, conhecida como Anomalia do Atlântico Sul está localizada no hemisfério sul entre a América do Sul e o Oceano Atlântico Sul na costa do sudoeste da África.

De acordo com monitoramento e simulações recentes da NASA, esta área está se expandindo para o oeste e ficando mais fraca, e deve se dividir completamente em duas células separadas em um futuro próximo, cada uma das quais se estenderá por milhares de quilômetros.

A NASA afirma que o enfraquecimento do campo magnético nesta área ameaça permitir que mais radiação solar se aproxime da superfície da Terra, desligando a eletrônica ou incapacitando temporariamente satélites e outros objetos espaciais feitos pelo homem que passam por ela.

No ano passado, uma rápida mudança nas coordenadas do norte magnético do Ártico canadense em direção à Sibéria levou alguns cientistas a expressarem temores de que a Terra pudesse enfrentar uma reversão dos pólos magnéticos norte e sul. Acredita-se que a última reversão tenha ocorrido cerca de 780.000 anos atrás, e os cientistas ainda não entendem completamente como tal fenômeno afetará o campo magnético.

Mesmo com um campo magnético constante, a civilização humana permanece vulnerável às explosões repentinas de poderosa radiação solar. Em 2011, cientistas americanos alertaram que a repetição de uma tempestade solar como a que atingiu a Terra em 1859 poderia causar até US $ 2 trilhões em danos iniciais, danificando redes elétricas, satélites, sistemas de navegação, etc.

(Fonte)


Não se preocupem, pois 2020 já perdeu sua força destrutiva e nada pior poderá acontecer ainda este ano. 😜

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site.

Clique aqui para apoiar através do site Apoia.se, ou use o botão abaixo:


*Agora você também pode doar através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:

(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.