Humanos herdaram DNA de ancestral misterioso e não identificado

Tempo de leitura: 2 min.
Humanos herdaram DNA de ancestral misterioso e não identificado
O estudo do DNA é essencial para aprender mais sobre como os seres humanos evoluíram. Crédito: Domínio Público

Uma nova análise de genomas antigos por uma equipe de pesquisadores – Melissa Hubisz e Amy Williams, da Universidade Cornell e Adam Siepel, do Cold Spring Harbor Laboratory – sugere que diferentes ramos da árvore genealógica humana se cruzaram várias vezes e que alguns humanos carregam DNA de um ancestral arcaico e desconhecido.

Agora está bem estabelecido que o fluxo gênico ocorreu entre vários grupos antigos de hominídeos nos últimos cem mil anos.

O cruzamento entre humanos que migraram da África e entraram em contato com os neandertais na Eurásia aproximadamente 50.000 anos atrás, é considerado o exemplo mais bem estudado de fluxo gênico arcaico, mas também há outro, um ancestral misterioso e não identificado que transmitiu seu DNA para alguns humanos.

Aproximadamente 50.000 anos atrás, um grupo de humanos migrou da África e entrou em contato com os neandertais na Eurásia. Eles cruzaram, mas no entanto não é a única vez que nossos ancestrais humanos antigos e seus parentes trocavam DNA.

O sequenciamento de genomas dos neandertais e um grupo antigo menos conhecido, os denisovanos, forneceu muitas novas ideias sobre esses eventos de cruzamento e sobre o movimento de populações humanas antigas.

Neste estudo, a equipe desenvolveu um algoritmo para analisar genomas que podem identificar segmentos de DNA provenientes de outras espécies, mesmo que esse fluxo genético tenha ocorrido milhares de anos atrás e proveniente de uma fonte desconhecida.

Eles analisaram genomas de dois neandertais, um denisovano e dois humanos africanos. Os pesquisadores descobriram evidências de que 3% do genoma neandertal vieram de seres humanos antigos e estimam que o cruzamento tenha ocorrido entre 200.000 e 300.000 anos atrás.

Além disso, 1% do genoma denisovano provavelmente veio de um parente desconhecido e mais distante, possivelmente o Homo erectus, e cerca de 15% dessas regiões ‘super-arcaicas’ podem ter sido passadas para os humanos modernos que estão vivos hoje.

As novas descobertas descritas no artigo confirmam casos relatados anteriormente de fluxo gênico entre humanos antigos e seus parentes e também apontam para novos casos de cruzamento. Dado o número desses eventos, os pesquisadores dizem que a troca genética era provável sempre que dois grupos se sobrepunham no tempo e no espaço. Seu novo algoritmo resolve o problema desafiador de identificar restos minúsculos do fluxo gênico que ocorreram centenas de milhares de anos atrás, quando apenas um punhado de genomas antigos estava disponível. Esse algoritmo também pode ser útil para estudar o fluxo gênico em outras espécies onde ocorreram cruzamentos, como em lobos e cães.

O autor do estudo, Adam Siepel, disse:

O que eu acho empolgante neste trabalho é que ele demonstra o que você pode aprender sobre a história humana profunda, reconstruindo em conjunto a história evolutiva completa de uma coleção de sequências de humanos modernos e hominídeos arcaicos.

Esse novo algoritmo desenvolvido pela Melissa, o ARGweaver-D, é capaz de voltar mais no tempo do que qualquer outro método computacional que eu já vi. Parece ser especialmente poderoso para detectar introgressões antigas.

(Fonte)


Contudo, há quem pense que há muito mais no genoma do humano moderno, como por exemplo, DNA alienígena:

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.