Estudo: Marte antigo foi coberto de gelo, não de rios

Tempo de leitura: 2 min.

Após anos de estudos científicos por diferentes cientistas dizendo que Marte continha rios fluindo sobre sua superfície, agora vem um estudo dizendo que não… e logo quando uma sonda da NASA está indo até lá para, supostamente, tentar descobrir vida fossilizada que pode lá ter existido…

Estudo: Marte antigo foi coberto de gelo, não de rios
Uma imagem do que pode ter sido o leito de um rio antigo na superfície de Marte. Credito: NASA

A nova pesquisa pode nos forçar a repensar a aparência de Marte bilhões de anos atrás.

De acordo com um novo estudo realizado por um grupo de pesquisadores canadenses publicado na revista Nature Geoscience, um grande número de vales antigos na superfície marciana foi formado pela água derretendo sob enormes camadas de gelo glacial – e não rios de fluxo livre, como pesquisas anteriores sugerem.

A nova pesquisa desafia a hipótese de “Marte antigo quente e úmido”, que postula que Marte já foi coberto por enormes sistemas fluviais, alimentados por chuva e grandes oceanos de água líquida.

O estudo também segue uma análise recente de imagens de alta resolução coletadas pela câmera HiRISE a bordo do Mars Reconnaissance Orbiter da NASA, que concluiu que grandes rios provavelmente já fluíram na superfície de Marte bilhões de anos atrás.

Anna Grau Galofre, ex-aluna de doutorado da Universidade da Colúmbia Britânica (UBC) e principal autora do novo estudo, disse em comunicado:

Nos últimos 40 anos, desde que os vales de Marte foram descobertos pela primeira vez, a suposição era de que rios já fluíram em Marte, corroendo e originando todos esses vales.

Para concluir, Grau Galofre e sua equipe compararam mais de 10.000 vales marcianos a canais formados sob geleiras do arquipélago do Ártico canadense. Para sua surpresa, os canais eram extremamente semelhantes.

Ela acrescentou:

Mas existem centenas de vales em Marte e eles parecem muito diferentes um do outro. Se você olha para a Terra a partir de um satélite, vê muitos vales: alguns feitos por rios, outros por geleiras, outros por outros processos, e cada tipo tem uma forma distinta.

O co-autor Mark Jellinek, professor do departamento de ciências da Terra, oceanos e atmosféricas da UBC, complementou:

Esses resultados são a primeira evidência de extensa erosão subglacial impulsionada pela drenagem canalizada de água de derretimento sob uma camada de gelo antiga em Marte.

Eles descobriram que apenas um pequeno número de canais provavelmente foi formado na superfície – o que é um grande afastamento das pesquisas anteriores.

Ao examinar os modelos climáticos de Marte antigo, eles também descobriram que o Planeta Vermelho também era provavelmente muito mais frio do que o previsto durante o tempo em que os vales foram formados.

Curiosamente, uma espessa camada de gelo também poderia melhorar as chances de vida antiga em Marte sobreviver. O gelo teria bloqueado a radiação solar, especialmente durante um período em que Marte não tinha campo magnético.

(Fonte)


Sinto muita firmeza (só que não) quando cientistas começam a publicar resultados de estudos que conflitam uns com os outros.

O novo jipe-sonda da NASA, o Perseverance, se conseguir pousar em Marte, será numa cratera onde os cientistas dizem ter sido o delta de um antigo rio, podendo conter fósseis de vida antiga. Mas, embora o artigo acima afirme que a camada espessa de gelo “poderia melhorar as chances de vida antiga em Marte sobreviver“, não há nada conclusivo sobre isso e pode servir de uma boa desculpa para a agência espacial dizer que não encontrou vestígios de vida naquele local, assim como negou a descoberta de vida microbiana em Marte pelas sondas Viking na década de 70.

A propósito, alguns cientistas continuam afirmando que a NASA acobertou aquele fato.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.