Por que os EUA, a China e os Emirados Árabes estão indo para Marte?

Tempo de leitura: 3 min.
Por que os EUA, a China e os Emirados Árabes estão indo para Marte?
Solo de Marte. Crédito: NASA

Uma esquadrilha de exploração leva orbitadores, jipes-sonda e um helicóptero para Marte. Embora esse planeta esteja longe de ter visitantes humanos, sua população de robôs continua a aumentar.

Nosso sistema solar possui dois planetas que abrigam o que pode ser considerado vida. O primeiro é a Terra, lar de mais de 8 milhões de espécies animais, incluindo a que está lendo esta história. O segundo é Marte, o único planeta no universo conhecido por ser povoado inteiramente por robôs.

E o segundo está prestes a ficar muito mais cheio.

Na semana passada, naves espaciais dos Emirados Árabes Unidos e da China decolaram para uma viagem de seis meses ao planeta vermelho. Em 30 de julho, a missão da NASA também foi lançada. Se tudo correr bem, em fevereiro próximo, Marte será palco de mais dois orbitadores, um sonda de pouso, dois jipes-sondas e um helicóptero. É a esquadrilha de todos os tempos, uma armada de exploração.

Naves espaciais da Terra tentam fazer a perigosa jornada para Marte há 60 anos, com um sucesso irregular, pelo menos no início. A primeira tentativa em 1960 terminou em um fracasso no lançamento. O mesmo ocorreu com as quatro das cinco seguintes. (A quinta sofreu falha de comunicação.)

Demorou até 1965 para o Mariner da NASA fazer o primeiro sobrevôo bem-sucedido. A órbita não seria alcançada até a União Soviética lançar Marte 2 em 1971. Nesse mesmo ano, Marte 3 fez o primeiro “pouso suave”, mas conseguiu enviar apenas uma imagem parcial antes que o contato fosse perdido. menos de dois minutos depois.

As coisas melhoraram lentamente. Em 1976, as sondas Vikings gêmeas da NASA pousaram e enviaram fotos e outros dados. Em 1997, o Sojourner do tamanho de uma torradeira se tornou o primeiro veículo espacial em outro planeta, operando por quase três meses. O ano de 2004 trouxe o Spirit e o Opportunity, veículos do tamanho de um carrinho de golfe que duraram muitos anos. E em 2012 o jipe-sonda Curiosity, do tamanho de um carro pequeno, aterrissou e ainda está dirigindo, sem a troca de óleo.

Neste momento, existem outros quatro veículos espaciais mortos no planeta vermelho, além de nove pousadores (o Insight da NASA ainda está trabalhando), vários locais de acidentes e 15 satélites em órbita, dos quais seis ainda estão funcionando. É um lugar movimentado, mas há muito terreno a ser coberto. Embora Marte seja apenas uma fração do tamanho da Terra, sua falta de oceanos significa que a área total é quase exatamente a do solo seco do nosso planeta – tire metade do Canadá (ou dois Méxicos) da área terrestre da Terra e você tem Marte.

Cada uma das últimas missões tem um objetivo científico e político diferente. Para a Missão Emirates Mars, sucesso significaria a primeira visita de um país do oeste asiático, de maioria árabe ou muçulmano. Também marcaria o 50º aniversário da independência do país da Grã-Bretanha. Além disso, o orbitador Hope passaria pelo menos dois anos estudando o clima marciano, um sistema complicado que inclui calotas de gelo, vapor d’água e nuvens na fina atmosfera de dióxido de carbono.

A missão Tianwen-1 da China é ainda mais ambiciosa, composta por um orbitador, uma sonda de pouso e um jipe-sonda. Tomando o nome de Tianwen (As Questões Celestes), um poema épico escrito há mais de 2.200 anos por Qu Yuan, a sonda em órbita incluirá uma câmera de alta resolução, radar de penetração no solo, espectrômetro, magnetômetro e vários analisadores de partículas, com o objetivo de obter mais informações sobre a superfície, subsuperfície e atmosfera de Marte.

O veículo sem nome – a China anunciou recentemente uma campanha global para dar um nome a ele – sairá da sonda em uma região de Marte chamada Utopia Planetia, onde os cientistas acreditam que existe um reservatório subterrâneo de gelo contendo tanta água quanto o Lago Superior. Ele também carregará câmeras e radares, além de equipamentos de monitoramento climático. Espera-se que o jipe-sonda funcione por 90 dias, mas os veículos anteriores tiveram um desempenho melhor do que o projetado, em parte porque tempestades de vento ocasionais servem para remover a poeira dos painéis solares.

Depois, há a mais nova missão da NASA, lançada do Cabo Canaveral, na Flórida, em 30 de julho às 7:50 da manhã ET.

Pegando uma carona no fundo do veículo espacial Perseverance está um helicóptero em miniatura chamado Ingenuity. Pesando apenas 1,8 kg (ou menos de 700 gramas na menor gravidade de Marte), o Ingenuity pretende ser a primeira aeronave a voar em outro planeta.

O Perseverance se parece muito com o Curiosity, mas carrega uma nova gama de instrumentos, incluindo câmeras adicionais e a capacidade de armazenar amostras de rochas para eventual retorno à Terra em uma missão futura, provisoriamente planejada para uma decolagem em 2026. A mecânica orbital significa que uma janela de lançamento ideal para Marte abre uma vez a cada 26 meses, razão pela qual tantas naves estão partindo ao mesmo tempo.

Enquanto isso, a Rússia está planejando o lançamento do ExoMars em 2022. A missão estava originalmente programada para ser lançada este ano, até que problemas com pára-quedas e eletrônicos convencessem os cientistas a realizar testes adicionais.

A missão de 2026 incluirá um orbitador, outro módulo de aterrissagem com um pequeno foguete que pode devolver as amostras à Terra e outro veículo espacial para fazer a transferência de amostras. Marte pode estar a algum tempo longe dos visitantes humanos, mas sua população de robôs continua a aumentar.

(Fonte)


n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.