Pentágono tem “muito mais vídeos” de OVNIs, diz ex-chefe do programa

O Pentágono tem “muito mais vídeos” altamente classificados dos chamados fenômenos aéreos não identificados (UAP/OVNI), afirmou o ex-chefe de um programa secreto do governo.

Pentágono tem "muito mais vídeos" de OVNIs, diz ex-chefe do programa

Luis Elizondo – que já liderou o Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais (AATIP) do governo dos EUA, criado para investigar os OVNIs – ajudou a facilitar a liberação de três vídeos mostrando fenômenos aéreos não identificados capturados pelos pilotos da Marinha em 2004 e 2015.

Em abril deste ano, o Departamento de Defesa publicou os vídeos desclassificados online, que já estavam circulando em domínio público após publicação não autorizada em 2017 e 2018 pelo The New York Times e por uma empresa co-fundada pelo cantor de Blink-182 Tom DeLonge chamada To The Stars Academy (TTSA), que pesquisa fenômenos aéreos não identificados.

No ano passado, porta-vozes da Marinha e do Pentágono confirmaram que os vídeos – que mostram objetos estranhos parecendo acelerar incrivelmente rápido, viajam em velocidades espetaculares e realizam outras manobras incomuns – são reais.

Elizondo, atualmente diretor de programas governamentais da TTSA, disse à Newsweek:

Estou surpreso que o governo tenha reconhecido a validade e a veracidade desses vídeos? De maneira alguma. Foi uma questão de tempo, eles não tiveram escolha porque, em última análise, a trilha do papel remonta à autenticidade desses vídeos. E qualquer pessoa que fizer um pouco de pesquisa reconhecerá que é real.

Eu sabia que eles eram genuínos e há muito mais o Pentágono atualmente, infelizmente, que continuam altamente classificados.

É realmente um momento histórico em que o governo dos Estados Unidos e várias agências da organização se aproximam e dizem que os vídeos não são apenas reais, mas são fenômenos aéreos realmente não identificados.

Embora a veracidade dos vídeos tenha sido confirmada, isso não significa que eles mostrem naves espaciais alienígenas, simplesmente que as autoridades não podem explicar o fenômeno que os vídeos apresentam. Alguns especialistas alertam que existem várias explicações em potencial para os objetos que aparecem nos vídeos, como efeitos atmosféricos e falhas técnicas nos sistemas de imagens de aviões de combate, informou o The New York Times.

Elizondo enfatiza que simplesmente não sabemos o que são esses fenômenos, dizendo que ele acolheu esse tipo de ceticismo:

Eu acho que o ceticismo saudável é importante. Acho que quanto mais pontos de dados obtivermos, melhor.

Gostaria apenas de dizer àqueles que tiram conclusões precipitadas a coletar todos os dados disponíveis, porque não se tratam apenas de testemunhas oculares. São dados ópticos de alguns dos sensores de inteligência mais sofisticados que temos no planeta. Também são dados de radar, todos olhando para o mesmo objeto e chegando à mesma conclusão que as testemunhas oculares estão chegando.

Então, a única coisa que eu diria é que, para quem é cético, tudo bem, permaneça cético, mas faça a devida diligência, faça sua lição de casa, certifique-se de não escolher uma informação ou outra. Olha para todas as informações de forma coletiva e holística, a fim de formar uma opinião informada. Não vamos esquecer que, na era atual das mídias sociais, sempre que um vídeo sai dentro de 24 horas, alguém pode refutá-lo. Neste caso, isso nunca aconteceu. Estes são realmente anômalos.

(Fonte)


Embora este artigo recentemente publicado na Newsweek não esteja nos informando muito mais do que já sabemos, ele envia uma mensagem importante “na cara” dos ‘professores da impossibilidade’, os quais, sem tirarem suas nádegas de suas confortáveis cadeiras, chegam a conclusões precipitadas impulsionadas por sua vontade de negar o fenômeno OVNI. Eles esquecem que não se trata somente de pilotos dizendo que viram OVNIs, mas ainda mais importante, há dados vindos de equipamentos confirmando a existência de fenômeno anômalo. E mais: a leitura dos dados combina com as descrições dadas pelos pilotos altamente treinados da Marinha dos EUA. Mas isso, convenientemente eles ignoram.

Vale também notar que o artigo fala uma inverdade quando diz que os primeiros 3 vídeos de OVNIs foram publicados sem a devida autorização do Departamento de Defesa dos EUA. Os vídeos foram liberados com autorização, mas acontece que alguém lá dentro do Pentágono não gostou e começou a dizer que não foram. É a mão esquerda não sabendo o que a direita está fazendo.

E, é claro, deve haver muitos outros vídeos ainda em posse do Pentágono, provavelmente ainda mais interessantes do que os já liberados. Já passou da hora de toda essa informação ser aberta ao público.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.