Plutão começou como um planeta quente, com oceanos – novo estudo

O planeta anão Plutão teria se formado em menos de 30.000 anos, aquecido por impactos na superfície.

Plutão começou como um planeta quente, com oceanos - novo estudo
Plutão (NASA / JHUAPL / SwRI)

Plutão, um pequeno mundo gelado que habita os confins do sistema solar, pode ter nascido como um lugar mais quente, abrigando um oceano subterrâneo que ainda existe hoje, disseram pesquisadores na segunda-feira (22).

Uma análise de imagens de sua superfície obtida em 2015 pela sonda New Horizons da NASA e simulações de computador do interior do planeta anão levou os pesquisadores a propor um cenário de ‘início quente’ para a formação de Plutão há cerca de 4,5 bilhões de anos atrás, quando o sistema solar, inclusive a Terra, tomou forma.

Carver Bierson, cientista planetário da Universidade da Califórnia em Santa Cruz, principal autor da pesquisa publicada na revista Nature Geoscience, disse:

Quando Plutão estava se formando, um novo material teria entrado e impactado sua superfície. Cada impacto é como uma explosão que aqueceria a área próxima.

Se Plutão se formasse lentamente, a superfície esfriaria entre cada impacto e geralmente permaneceria muito fria. Se Plutão se formou rapidamente, você teve um impacto em cima do impacto e a superfície não teve tempo para esfriar. Calculamos que, se Plutão se formou em menos de 30.000 anos, o calor desses impactos poderia ter sido suficiente para ter gerado a um oceano primitivo.

O planeta anão, orbitando o Sol cerca de 40 vezes mais longe que a Terra em uma região chamada Cinturão de Kuiper, pode possuir uma concha externa gelada com centenas de quilômetros de espessura no topo de um oceano de água, talvez misturado com sais e amônia, com um núcleo rochoso sólido abaixo, disse Bierson.

Rachaduras na superfície podem ser causadas pelo congelamento da água

Nesse cenário, partes do oceano congelariam gradualmente com o tempo. A água se expande à medida que congela, e rachaduras na superfície de Plutão podem ser evidências disso. A temperatura da superfície de Plutão é de cerca de -230 C.

Como a água é considerada um ingrediente vital para a vida, um oceano subterrâneo pode fazer de Plutão um candidato de longa data por abrigar organismos vivos.

Bierson ainda disse:

A água poderia estar interagindo quimicamente com o núcleo rochoso sob o oceano, dando a você mais ingredientes químicos para trabalhar. Esses são os ingredientes certos para a vida? Nós não sabemos. Precisamos aprender mais sobre como a vida se forma, ou como a vida pode se formar, para encontrar essas respostas.

(Fonte)


n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.