Uma mensagem de James Greywood sobre a revelação dos OVNIs

Tempo de leitura: 2 min.

James Greywood é uma pessoa no #UFOTwitter que aparentemente tem muito conhecimento prévio sobre a AATIP, AAWSAP e o progresso da iniciativa por detrás dos bastidores. Seu anonimato sugere que ele é inverificável como fonte e deve ser considerado com cautela. No entanto, suas palavras ressoam muito bem e podem ser levadas a sério sobre a questão de pressionar o Congresso [dos EUA].

Uma mensagem de James Greywood sobre a revelação dos OVNIs

1.) Quando alguém lhe perguntar o que você acha que essas coisas [OVNIs] são, ou de onde elas vêm, ou quem as opera, seja honesto. Diga que você não sabe. Todos nós temos ideias, mas ideias, crenças pessoais e até opiniões informadas não são prova. Mas agora você pode provar que elas existem por declarações oficiais.

2.) Desde que exista prova legal (ver acima) e seja um possível risco à segurança nacional, o Congresso deve ser informado deles. O que é necessário é mais educação pública sobre o assunto como uma questão de segurança nacional, e o público e a indústria pressionarão o Congresso para a ação.

3.) Os indivíduos podem escrever ao representante da Câmara e ao senador dos EUA perguntando que ação está sendo realizada ou para obter mais informações sobre as incursões no território dos EUA por aeronaves ou veículos aéreos desconhecidos, conforme exibido nos comunicados de vídeo e declarações públicas do DoD [Departamento de Defesa].

4.) Nas cartas (não, não por e-mail, escreva cartas em papel) não mencione OVNIs, alienígenas, ET, ou qualquer outra coisa similar. Na vida real, se você fizer isto, sua carta será postada num quadro e as pessoas rirão. Torne o assunto sério e sobre segurança nacional.

5.) O congressista idealmente, se você não mencionar fatores de riso, entrará em contato com o Departamento de Defesa para obter informações e, em seguida, responderá de volta para você. O DoD agora admitiu que a questão existe, assim eles não podem mais mentir abertamente ao público ou ao Congresso

6.) Isso força o congressista a abordar esta questão se um número suficiente (dependendo do distrito, às vezes de 3 a 10 em um mês) de seus constituintes o contatar. Isso então pressiona o DoD. Parece bobo, lento e antiquado, mas é assim que funciona.

7.) Ao lidar com o lado não-inteligência do USG (Governo dos EUA), você deve usar as ferramentas fornecidas pelo USG e suas próprias regras e regulamentos contra ele. É assim que algo pode mudar de paradigma. Nesta parte do USG não é uma conspiração, é uma burocracia.

8.) Infelizmente, em uma burocracia, uma pessoa pode atrapalhar tudo. É por isso que é necessária pressão para evitar e movimentar-se ao redor dessa pessoa. Os cidadãos e a indústria (se puderem irão monetizar com isso) pressionam o Congresso que, por sua vez, envia ao DoD.

9.) Se você sempre quis saber como o USG fora do lado da inteligência opera, veja acima. Bom ou ruim, a menos que você financie um Super Pac, é assim que você move as coisas do lado de fora

– James Greywood, UFOTwitter

(Fonte)


Tendo morado nos EUA por 17 anos, sei muito bem que, ao contrário de muitos países, quando um representante do povo é acionado por seu eleitor, dentro das regras como descritas acima, ele têm por obrigação investigar mais a fundo o que lhe é questionado e responder adequadamente. Isto se chama “respeito ao voto recebido”.

Porém, quando se trata da questão do desacobertamento dos OVNIs, nem mesmo os representantes do povo no congresso parecem ter a força necessária para que recebam das instituições governamentais aquilo que requisitam. Como sempre, a desculpa utilizada é a de que a “segurança nacional” ficaria em risco, e isto é forte o suficiente até mesmo para negar respostas ao questionamento enviado através da Lei de Liberdade de Informação.

Mas talvez, dado o fato que agora o Pentágono oficializou os vídeos de OVNIs, mais informações poderão ser reveladas, se os cidadãos dos Estados Unidos insistirem com seus representantes para que a verdade venha à tona.

Esperemos que sim.

E não esqueça que na nossa página principal várias notícias são publicas todos os dias. Clique aqui para acessá-la.

n3m3

Compartilhe este artigo com a galáxia!

_______

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)

_______

O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:


PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

[Devido a problemas técnicos, dispositivos móveis que acessam a versão amp (Accelerated Mobile Pages) do OVNI Hoje não terão acesso ao sistema de comentários Disqus. Neste caso, para acessar os comentários simplesmente acesse o site ovnihoje.com diretamente, e não por intermédio do sistema de procura. Estou trabalhando para tentar resolver esta questão.]

-------
-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.