web analytics
Tempo de leitura: 2 min.

Grande avanço pode ajudar a revelar a origem do Universo

Tempo de leitura: 2 min.

Pesquisadores descobriram indícios de uma diferença entre o comportamento dos neutrinos e antineutrinos. Isso, por sua vez, poderia ajudar a demonstrar porque existe tanta matéria em relação à antimatéria no universo – e, por sua vez, como tudo o que nos rodeia se formou.

Grande avanço pode ajudar a revelar a origem do Universo

Um dos maiores desafios na compreensão do universo surge do fato do Big Bang ter criado o universo com quantidades iguais de antimatéria e matéria. Observações do cosmos, no entanto, mostram que ele é feito de matéria – e os pesquisadores têm se esforçado para explicar para onde pode ter ido a antimatéria perdida.

Para explicar a existência do universo, os cientistas pensam que deve haver algo diferente sobre matéria e antimatéria, o que explicaria porque o universo parece favorecer um ao invés do outro. A inovação pode revelar de onde veio essa assimetria.

As novas descobertas vêm do experimento T2K no Japão. Lá, pesquisadores de um detector observam neutrinos e antineutrinos que são gerados a quase 300 quilômetros de distância no Complexo de Pesquisa do Acelerador de Prótons do Japão.

À medida que viajam entre os dois, e através da Terra, as partículas alternam entre diferentes propriedades conhecidas como “sabores”. A nova pesquisa mostrou que os neutrinos e antineutrinos fazem isso, observando o sabor que as diferentes partículas tinham quando foram criadas.

Após nove anos de tais observações, o experimento descobriu que há algo diferente entre as partículas fundamentais, o que poderia ajudar a explicar a diferença que é vista através do universo, embora alertem que mais pesquisas são necessárias para confirmar as descobertas.

Laura Kormos, professora sênior de física da Universidade de Lancaster, chefe do grupo de física de neutrinos de Lancaster e pesquisadora do T2K, disse:

Nossos dados continuam sugerindo que a natureza prefere quase o valor máximo da assimetria para esse processo. Seria como a Mãe Natureza ter essas partículas minúsculas, aparentemente insignificantes e difíceis de estudar, como sendo o motor da existência do universo.

Se for confirmado, e mais experimentos planejados forem adiante, a descoberta poderá ajudar a encontrar a chamada antimatéria desaparecida, que intriga os cientistas, enquanto eles procuram uma explicação da estranha incompatibilidade em todo o universo e a origem do cosmos.

O novo estudo, “Constraint on the matter–antimatter symmetry-violating phase in neutrino oscillations” (Restrições à fase de violação de simetria matéria-antimatéria nas oscilações de neutrinos) foi publicado na última edição da Nature.

(Fonte)


Mesmo assim, aparentemente nem engatinhando estamos no caminho da completa compreensão de como o universo foi criado.

Continuamos…

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é produtos-OVNI-Hoje-1.jpg
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Loja-Nerd.jpg

Leitores OVNI Hoje ganham 10% de desconto em todos os produtos da Loja Nerd, inclusive nos produtos OVNI Hoje.

Use o cupom OVH10


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.
EnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol