Cientistas da NASA prometem encontrar ETs nesta década

Tempo de leitura: 2 min.

Estamos perto de encontrar vida no espaço sideral. A opinião é de cientistas da agência espacial americana NASA. Eles acham que o grande avanço pode acontecer ainda este ano. Ou, no máximo, antes do final da década.

Cientistas da NASA prometem encontrar ETs nesta década
Ilustração de possíveis seres flutuantes, similares a balões, que podem existir nas atmosferas de alguns planetas.

Ellen Stefan disse que acredita que teremos fortes indicações nesse campo nos próximos anos. Thomas Zurbuchen concorda com ela e diz que, com tantas pesquisas nessa área, estamos à beira de uma ‘descoberta profunda’.

Mas esses não são seres humanoides cinzentos, que aparecem nos filmes como ‘Contatos Imediatos‘. A vida extraterrestre será tão diferente de nós quanto as criaturas que habitam as profundezas do oceano.

De fato, um dos lugares mais populares para sediar ETs reais são os mares gelados das luas Europa, Júpiter e Encélado de Saturno. Acredita-se que esses extraterrestres são criaturas aquáticas, vivendo na escuridão total, perto de vulcões subaquáticos.

Na lua Europa, o oceano é perpetuamente coberto por uma camada de gelo com um quilômetro de espessura. Explorar esse mar gelado é a missão da sonda Europa Lander, que deve decolar em 2025. Ela pousará na calota de gelo da Europa e procurará por ‘bio-assinaturas’ no gelo. Ou seja, vestígios de matéria orgânica.

No caso da lua Encélado de Saturno, a pesquisa será mais fácil, porque existem vulcões que esguicham água quente de fendas no gelo. Uma nave que penetra nessas colunas de vapor pode coletar bactérias e outras criaturas do oceano abaixo.

A NASA também está se preparando para lançar um novo jipe-sonda, o Perseverance, que decolará para o planeta Marte em 17 de julho. Seu objetivo é pousar na cratera Jezero em fevereiro de 2021.

A cratera de 45 km de largura já tinha um lago dentro dela e é um ótimo lugar para procurar por vida marciana que ainda poderia existir no subsolo.

Além de um conjunto de plataformas de perfuração, para escavar o solo, o Perseverance usa um drone capaz de voar na atmosfera marciana fazendo suas próprias explorações.

Nesta década, o telescópio espacial James Webb também deve entrar em ação. Ele será capaz de analisar espectroscopicamente a atmosfera de planetas extra-solares. Ou seja, aqueles milhares de planetas que orbitam outras estrelas além do Sol.

Teoricamente, esse telescópio seria capaz de detectar a existência de compostos associados à existência de vida nesses mundos.

Muitos planetas extra-solares são mundos gasosos, como Júpiter e Saturno, mas isso não elimina a possibilidade deles abrigarem algum tipo de vida. Criaturas que flutuavam nas nuvens, cheias de gás como se fossem balões.

A busca por sinais de rádio ou laser, emitidos por outras civilizações, também permanece muito ativa e sempre há a possibilidade de captar alguma transmissão inteligente. O problema é que essas criaturas das estrelas distantes podem estar em um grau de desenvolvimento milhares de anos além do nosso. Assim, é improvável que eles se interessem em manter contato com criaturas tão atrasadas quanto o Homo sapiens.

O fato é que, quando abordamos a possibilidade de um encontro com a vida extraterrestre, devemos abandonar o antropomorfismo. Todas as criaturas que vivem no planeta Terra hoje compartilham a mesma química básica e os mesmos ancestrais genéticos. E, no entanto, temos seres tão diversos quanto girafas, falcões peregrinos, estrelas do mar e baleias azuis. E quando pensamos no tipo de vida que pode existir por aí, as possibilidades são ilimitadas.

É possível que algumas das criaturas estelares possuam uma química completamente diferente da nossa. Com o carbono substituindo o silício, redes neurais implantadas em estruturas cristalinas ou nuvens gasosas.

O universo promete muitas surpresas…

Jorge Luiz Calife

(Fonte)

Colaboração: Lênio


n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.