Fragmento de planeta que atingiu a Terra pode estar enterrado na Lua

Tempo de leitura: 2 min.

Teria um objeto do tamanho de Marte colidido com a Terra bilhões de anos atrás?

Fragmento de planeta que atingiu a Terra pode estar enterrado na Lua
Imagem: Futurism.com

De onde veio a Lua e como foi formada? Esta é uma pergunta para a qual os cientistas coçam a cabeça há décadas.

De acordo com a amplamente aceita “hipótese de impacto gigante”, a Lua foi formada bilhões de anos atrás, quando um planeta do tamanho de Marte, chamado Theia, colidiu com a Terra, quebrando uma grande parte do processo.

Agora, pesquisadores da Universidade do Novo México dizem em um novo artigo publicado na Nature Geoscience que eles acreditam ter encontrado os restos de Theia enterrados sob a superfície lunar.

A grande desvantagem da hipótese do impacto – como discutido extensivamente por numerosos cientistas ao longo de muitos anos – é o fato de que, embora os isótopos de oxigênio nas rochas lunares coletadas durante as missões Apollo da NASA se assemelhem muito aos encontrados na Terra, eles são muito diferentes dos encontrados em outros objetos em nosso sistema solar, conforme explicado pelo Science Alert. Então, como a Lua poderia ser composta em grande parte dos restos de Theia, como muitos modelos previram?

Apesar das probabilidades muito pequenas, Terra e Theia podem ter originalmente composições semelhantes, mas depois foram confundidas além do reconhecimento.

Em sua pesquisa, os cientistas do Novo México examinaram isótopos de oxigênio em uma variedade de diferentes tipos de rochas lunares, coletadas de várias altitudes. Eles descobriram que quanto mais profunda a origem da rocha, mais pesados ​​são os isótopos de oxigênio, quando comparados aos encontrados na Terra.

Os pesquisadores em seu artigo escreveram:

Claramente, a composição distinta de isótopo de oxigênio de Theia não foi completamente perdida através da homogeneização durante o impacto gigante.

Isso significa que os isótopos de oxigênio não se misturaram totalmente durante o impacto de Theia-Terra, levando à conclusão de que Theia ainda poderia ter originado de fora do Sistema Solar antes de impactar com a Terra.

O cientista e co-autor Zach Sharp, informou em comunicado:

Esses dados sugerem que o manto lunar profundo pode ter experimentado menos mistura e é mais representativo do impactador Theia.

(Fonte)


Seja lá como for, logo algum outro cientista irá contradizer essa tese. E assim caminha a ciência, até que provas conclusivas sejam descobertas.

Interessante também notar que muitos teóricos da conspiração acreditam que a Lua pode não ser um astro natural, como pode ser visto no artigo abaixo:

n3m3

Compartilhe este artigo com a galáxia!

_______

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais, ou use o botão abaixo:


_______

O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:


PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

-------
-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.