Formação misteriosa é descoberta no planeta anão Ceres – artificial ou natural?

Tempo de leitura: 3 min.

Uma misteriosa formação quadrada foi descoberta dentro de uma cratera no planeta anão Ceres. Teríamos finalmente descoberto sinais de vida extraterrestre avançada ou seria apenas uma formação natural?

Formação misteriosa é descoberta no planeta anão Ceres - artificial ou natural?
Foto da região de Vinalia Faculae, em Ceres, obtida pela sonda Dawn da NASA em 6 de julho de 2018 a uma altitude de cerca de 58 quilômetros. Um quadrado e/ou um triângulo podem ser vistos? Crédito: NASA / JPL-Caltech / UCLA / MPS / DLR / IDA

Descoberto em 1º de janeiro de 1801 por Giuseppe Piazzi (1746-1846), um padre católico da Academia de Palermo, na Sicília, Ceres é o maior objeto do principal cinturão de asteroides, mas, no entanto, é um planeta anão. Alguns anos atrás, Ceres ficou famoso por uma de suas crateras: Occator, que contém o ‘Spot 5’, o mais brilhante dos pontos observados pela sonda Dawn.

A descoberta desses pontos brilhantes levou a todo tipo de especulação.

O mistério foi resolvido quando a sonda Dawn da NASA chegou perto o suficiente para descobrir que esses pontos brilhantes se originavam das emissões vulcânicas de gelo e sal.

Agora, cientistas da Universidade de Cádiz (Espanha) examinaram um desses pontos, chamado Vinalia Faculae, e ficaram impressionados por uma área onde formas geométricas são ostensivamente observáveis.

A inteligência artificial poderia reconhecer sinais de vida extraterrestre?

Essa estranha formação serviu para propor um experimento curioso: comparar como seres humanos e máquinas reconhecem imagens planetárias. O objetivo final era analisar se a inteligência artificial (IA) poderia ajudar a descobrir “assinaturas tecnológicas” de possíveis civilizações extraterrestres.

Um dos astrônomos da Universidade de Cadiz, De La Torre observa:

As pessoas e a inteligência artificial detectaram uma estrutura quadrada nas imagens, mas a IA também identificou um triângulo, e quando a opção triangular era mostrada aos seres humanos, a porcentagem de pessoas que afirmam vê-la também aumentou significativamente.

O quadrado em Ceres parece estar inscrito no triângulo

Esses resultados, publicados na revista Acta Astronautica, permitiram que os pesquisadores tirassem várias conclusões.

Diz De La Torre:

Por um lado, apesar de estar na moda e ter uma infinidade de aplicações, a inteligência artificial pode nos confundir e nos dizer que detectou coisas impossíveis ou falsas. E isso, portanto, compromete sua utilidade em tarefas como a busca de assinaturas tecnológicas extraterrestres em alguns casos. Nós devemos ter cuidado com sua implementação e uso no SETI.

Por outro lado, se a IA identificar algo que nossa mente não pode entender ou aceitar, poderia no futuro ir além do nosso nível de consciência e abrir portas à realidade para a qual não estamos preparados? E se o quadrado e o triângulo de Vinalia Faculae em Ceres fossem estruturas artificiais?

Finalmente, o neuropsicólogo aponta que os sistemas de IA sofrem dos mesmos problemas que seus criadores:

As implicações dos vieses em seu desenvolvimento devem ser mais estudadas enquanto estão sendo supervisionadas por seres humanos.

Outra perspectiva da região de Vinalia Faculae (girada a 180º da acima), obtida pela sonda Dawn. Os pesquisadores observaram a estrutura que aparece na parte central, ampliada à direita, onde também são indicadas as geometrias mais frequentemente detectadas pelas pessoas (abaixo, indicadas com números). Crédito: NASA / JPL-Caltech / UCLA / MPS / DLR / IDA / PSI

De Lla Torre conclu,i reconhecendo:

Não sabemos o que é, mas o que a inteligência artificial detectou em Vinalia Faculae provavelmente é apenas um jogo de luz e sombra.

Por enquanto, podemos simplesmente dizer que o objeto quadrado descoberto no planeta anão Ceres permanece de origem desconhecida.

(Fonte)


É claro que, sem provas conclusivas e ninguém com capacidade de provar o contrário, os cientistas irão fugir da possibilidade dessa estrutura ser um sinal de vida alienígena inteligente, pois este é o jogo deles. Mas para mim, esse conjunto de formações geométricas, uma dentro da outra, deve ser mais aprofundadamente estudada, pois pode muito bem ser uma estrutura artificial.

Outra coisa interessante a respeito de Ceres são aquelas luzes que a sonda Dawn detectou, mas que depois a NASA as descartou como sendo formações de gelo e sal que refletiam a luz solar. Essa explicação nunca me convenceu, pois as manchas brilham mesmo quando não há luz solar incidindo diretamente nelas.

As formações emitem luz até mesmo quando o Sol não as ilumina diretamente. No caso desta foto, não só o Sol está iluminando a partir da esquerda, como pode ser determinado a partir das sombras, mas também a formação luminosa está no fundo da cratera, tornando ainda mais difícil para luz solar atingi-la. Por que então as supostas formações de sal ainda brilham? Parece até mesmo que sua luminosidade é tão forte que faz com que as paredes internas da cratera fiquem iluminadas. Crédito da foto: NASA

Para mim, tanto as luzes de Ceres, quando essas formações geométricas, precisam ainda de mais estudos antes de serem descartadas como ocorrências naturais.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.