O Hangar 18, lendário local onde “armazenam” alienígenas, existe?

Tempo de leitura: 3 min.

OVNIs acidentados, autópsias alienígenas e acobertamentos do governo dos EUA – desvendando a lenda que cerca o Hangar 18 na Base da Força Aérea Wright-Patterson, estado de Ohio.

O Hangar 18, lendário local onde "armazenam" alienígenas, existe?

Como lar do Projeto Blue Book, ponto zero para a investigação governamental de OVNIs de 1951 a 1969, Wright Field (agora Base da Força Aérea Wright-Patterson) nos arredores de Dayton, estado de Ohio (EUA), é classificada igual à Área 51 como um assunto de especulação duradoura.

Muitos dos rumores em torno da Wright-Patt, como é conhecida, envolvem o que poderia ter acontecido dentro de um edifício específico, conhecido como Hangar 18. Os entusiastas de OVNIs acreditam que o governo escondeu evidências físicas de suas investigações – inclusive detroços de discos voadores, restos de extraterrestres e até alienígenas capturados – neste misterioso armazém, especificamente dentro de um local lacrado e altamente protegido, apelidado de “Blue Room (Sala Azul).

A lenda do Hangar 18 remonta ao suposto acidente de um OVNI no deserto perto de Roswell, Novo México, em julho de 1947. De acordo com um comunicado de imprensa emitido pelo Campo Aéreo do Exército de Roswell (de sigla em inglês, RAAF) na época, seu pessoal inspecionou o “disco voador” e o enviou para o “quartel-general superior”. Um comunicado à imprensa subsequente de uma base da Força Aérea em Fort Worth, Texas (presumida ter sido a sede acima mencionada) afirmou que o disco era um balão meteorológico – uma reivindicação que a Força Aérea reconheceu em 1994 como não sendo verdadeira, admitindo que estava testando um dispositivo de vigilância projetado para sobrevoar locais de pesquisa nuclear na União Soviética.

Jesse Marcel, chefe do serviço de inteligência, que inicialmente investigou e recuperou alguns dos destroços do local do suposto acidente de OVNI em Roswell, retratado em um artigo publicado pelo Corsicana Daily Sun, em 9 de julho de 1947.

Mas, além de Fort Worth, muitos pesquisadores de OVNIs acreditam que alguns dos materiais de Roswell também foram transportados para Wright Field após o acidente e armazenados no Hangar 18, com base em relatórios não substanciados de ex-pilotos militares. Um deles, Oliver Henderson, teria dito a sua esposa que pilotou um avião carregado de escombros, junto com vários pequenos corpos alienígenas, de Roswell a Wright Field.

De acordo com os filhos de outro piloto, o ás da Segunda Guerra Mundial, Marion ‘Black Mac’ Magruder, seu pai alegou ter visto um alienígena vivo em Wright Field em 1947 e disse a eles que “era uma coisa vergonhosa que os militares destruíssem essa criatura realizando testes nela.”

O senador Barry Goldwater, do Arizona, candidato republicano à presidência em 1964, era notoriamente fascinado pelos OVNIs e pelo Hangar 18. Goldwater disse publicamente que tentou obter acesso à Sala Azul no início dos anos 60, mas fora negado por um furioso General Curtis LeMay.

Senator Barry Goldwater of Arizona, the Republican nominee for president in 1964, was notoriously fascinated by UFOs and Hangar 18. Goldwater said publicly that he tried to gain access to the Blue Room in the early ‘60s, but had been denied access by a furious General Curtis LeMay.

Base da força aérea Wright-Patterson em Ohio, por volta de 2000. Pesquisa Geológica dos Estados Unidos.

Mesmo depois que o Projeto Blue Book terminou em 1969, os rumores continuaram a girar em torno da Wright-Patt. Em 1974, um ovniólogo/ufólogo da Flórida chamado Robert Spencer Carr afirmou publicamente que a Força Aérea estava escondendo “dois discos voadores de origem desconhecida”‘ dentro do Hangar 18 da Wright-Patterson, de acordo com uma reportagem no Tampa Tribune. Carr alegou ter uma fonte militar do alto escalão, que viu os corpos de 12 seres alienígenas enquanto autópsias estavam sendo realizadas neles. Embora as alegações de Carr fossem duvidosas, a ampla cobertura da mídia sobre elas, bem como o lançamento do filme Hangar 18 de 1980, ajudaram a consolidar a lenda de Wright-Patt como um centro das atividades do governo dos EUA relacionadas aos OVNIs.

Por seu lado, a Força Aérea negou categoricamente os rumores e sustenta que nunca houve realmente um Hangar 18 em nenhum lugar da Wright-Patt, embora exista um Edifício 18.

A Força Aérea informou em comunicado oficial, divulgado em janeiro de 1985:

Periodicamente, afirma-se erroneamente que os restos de visitantes extraterrestres estão ou foram armazenados na Base da Força Aérea Wright-Patterson. Não há agora nem nunca houve visitantes ou equipamentos extraterrestres na Base da Força Aérea de Wright-Patterson.

(Fonte)


Só para relembrar a todos, depois de décadas de negação, foi somente em 2013 que o governo dos Estados Unidos admitiu que estava mentindo, e que a Área 51 realmente existe.

Por que devemos acreditar no que o governo fala sobre a existência do Hangar 18? Alguém aqui confia no que os governos nos dizem?

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.