Cones para cabeça em túmulos egípcios antigos encerram debate arqueológico

Tempo de leitura: 2 min.

Foram necessárias escavações recentes para finalmente provar que os cones para cabeça retratados em cenas hieroglíficas era real e não iconográfico.

Cones para cabeça em túmulos egípcios antigos encerram debate arqueológico
Egípcios antigos vestindo cones de cera foram escavados em túmulos em Amarna, ao sul do Cairo. Crédito … A. Stevens et al., Via The Amarna Project and Antiquity Publications, 2019

Ilustradas nos hieróglifos egípcios antigos estão cenas de pessoas em banquetes barulhentos. No topo das cabeças de alguns foliões estavam peculiares cones brancos. Os arqueólogos há muito confundem o objetivo dos misteriosos objetos, e se eles eram mesmo itens reais usados ​​por pessoas, ou apenas ornamentos iconográficos, como auréolas coroando santos nas obras de arte cristãs.

Agora, uma equipe de arqueólogos descobriu – pela primeira vez – dois dos “cones de cabeça” na antiga cidade egípcia de Amarna, a quase 320 quilômetros ao sul do Cairo. Os cones eram feitos de cera e datados de 1347 a 1332 A.C., quando o Egito foi governado pelo faraó Aquenáton, marido da rainha Nefertiti e suposto pai do rei Tutancâmon.

A descoberta, publicada terça-feira (10) na revista Antiquity, fornece a primeira evidência de que os cones eram objetos reais e indica que eles tinham alguma função funerária.

Corina Rogge, cientista de conservação do Museu de Belas Artes de Houston e uma das autoras do estudo, disse que foi muito satisfatório “finalmente poder dizer que os cones da cabeça são reais”.

Salima Ikram, egiptóloga da Universidade Americana do Cairo, que não participou do estudo, chamou de “uma descoberta incrível que foi confirmada arqueometricamente”.

Os colegas da Dra. Rogge encontraram o primeiro cone de cor creme em 2010, enquanto escavavam um túmulo. O segundo surgiu em 2015 de um esqueleto desordenado em um túmulo que havia sido devastado por ladrões de túmulos. Ambos os túmulos pertenciam a pessoas que não eram elites, e o primeiro pertencia a uma mulher. Os cones eram ocos, mediam cerca de 7,5 centímetros de altura e pouco menos de 10 cm de largura, e eram feitos de cera, presumivelmente cera de abelha.

Como os cones da cabeça foram encontrados dentro de sepulturas, a equipe disse que as descobertas forneceram informações sobre seus papéis funerários.

Anna Stevens, arqueóloga da Monash University em Melbourne, Austrália e principal autora do estudo, disse:

A sugestão óbvia aqui é que eles ajudaram o falecido a renascer na vida após a morte ou traziam benefício uma vez lá.

Mas isso não significa que eles sempre serviram a esse propósito – eles podem ter tido vários papéis.

Alguns arqueólogos argumentaram que o principal papel dos cones, que foram destacados nas paredes das tumbas desde a Décima Oitava Dinastia por volta de 1550 A.C. até a época de Cleópatra, era atuar como unguentos perfumados. Sob o intenso calor egípcio, o cone de cera perfumado derreteria no cabelo ou na peruca do usuário, proporcionando um aroma doce ao usuário. Até o momento, as descobertas da equipe não confirmam esta interpretação e, infelizmente, os hieróglifos não indicam nada.

A Dra. Stevens disse:

Não foi possível detectar nenhum vestígio de perfume nesses cones. Mas isso não indica que o perfume não estava presente nesses cones ou em outros…

(Fonte)

Colaboração: eduardosantossobrinho janaosou


Mistérios do Egito. Talvez a utilidade desses cones nem sequer foi pensada ainda pela comunidade arqueológica. Tudo não passa de teoria.

Porém, interessante notar que esse estranho costume começou no reinado de Aquenáton, talvez o mais misterioso de todos os faraós, suspeitados por alguns de não ter sido humano e ter um crânio em forma de cone.

E não esqueça que na nossa página principal várias notícias são publicas todos os dias. Clique aqui para acessá-la.

n3m3

Compartilhe este artigo com a galáxia!

_______

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)

_______

O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:


PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

[Devido a problemas técnicos, dispositivos móveis que acessam a versão amp (Accelerated Mobile Pages) do OVNI Hoje não terão acesso ao sistema de comentários Disqus. Neste caso, para acessar os comentários simplesmente acesse o site ovnihoje.com diretamente, e não por intermédio do sistema de procura. Estou trabalhando para tentar resolver esta questão.]

-------
-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.