Arqueólogos descobrem assentamento mais antigo que Machu Picchu

Tempo de leitura: 2 min.

O antigo assentamento no topo da montanha no Peru é 1.500 metros mais alto que a capital inca e possui características pré-inca.

Arqueólogos descobrem assentamento mais antigo que Machu Picchu
Machu Picchu, no Peru.

Os arqueólogos Thomas Hardy e Adan Choqque Arce, ao lado do explorador Albert Linn, usaram uma nova tecnologia de drones para explorar o antigo assentamento no alto dos Andes peruanos.

Localizada em uma área chamada Wat’a, situada a uma altitude de quase 4.000 metros, 1.500 metros mais alta que a antiga capital da comunidade inca, a região anteriormente só havia sido explorada usando métodos arqueológicos tradicionais.

A tecnologia LiDar usa drones e raios laser para mapear a superfície da Terra. Cortesia NOAA Ocean Exploration & Research

Usando a tecnologia Light Detection and Ranging (Lidar), o trio conseguiu identificar pela primeira vez estruturas de terraços e estruturas pré-incas.

Lidar é um método de sensoriamento remoto que pode ser usado para examinar a superfície da Terra. Ele usaram drones e luz laser para ver além da densa flora que cobria o topo da montanha dos Andes. Os dados foram então usados ​​para criar um mapa 3D detalhado da região. Isso revelou terraços incas e estruturas circulares comuns à civilização pré-incaica.

A descoberta foi feita durante uma pesquisa para Lost Cities with Albert Linn, um programa semanal de viagens que vai ao ar na National Geographic. O programa mostra o engenheiro e o National Geographic Explorer viajando pelo mundo e usando ferramentas de ponta para lançar luz sobre cidades centenárias.

Entre montanhas cobertas de neve e vales sagrados, começamos a filmar … tão honrados por estar aqui no Peru.

Machu Picchu é a principal atração turística do Peru, com uma média de mais de 4.000 turistas viajando diariamente pela Cidadela. O explorador Alex Lin disse que a nova descoberta pode ser vista como um modelo para o Patrimônio Mundial que foi construído em meados do século XV.

(Fonte)


n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.