Flutuações misteriosas de oxigênio em Marte são detectadas

Tempo de leitura: 2 min.

O jipe-sonda Curiosity da NASA fez algumas descobertas fascinantes durante a exploração da Cratera Gale e esta última não é exceção.

Após a liberação de cinco anos de dados do laboratório de química portátil de Análise de Amostras do veículo espacial em Marte (SAM), foi revelado que o oxigênio na atmosfera do planeta exibe variações sazonais anômalas que se acredita serem causadas por algum processo químico desconhecido.

Como a Terra, Marte é inclinado em seu eixo de rotação, o que significa que também experimenta as estações.

O instrumento SAM da Curiosity monitora a composição atmosférica de estação para estação, registrando as várias concentrações de gases ao longo de vários anos. Enquanto descobriu que o nitrogênio e o argônio seguem um padrão sazonal previsível, no entanto, verificou que o oxigênio não – algo parece produzi-lo regularmente e retirá-lo novamente.

“A primeira vez que vimos isso, foi simplesmente incompreensível”, disse o co-autor do estudo, Prof Sushil Atreya.

No momento, ninguém sabe ao certo qual poderia ser a explicação para isso.

Melissa Trainer, da NASA, disse:

Estamos nos esforçando para explicar isso. O fato de o comportamento do oxigênio não ser perfeitamente repetível a cada temporada nos faz pensar que não é um problema relacionado à dinâmica atmosférica. Tem que ser alguma fonte química que ainda não podemos explicar.

A busca por respostas continua…

(Fonte)

Colaboração: Lênio, Gus


Permita-me aqui dar um “chutão”, o qual poderia servir um ponto de partida para os cientistas da NASA:

Na Terra, as plantas executam algo chamado fotossíntese. Sabe, aquele processo onde elas “respiram” gás carbônico e expiram oxigênio quando estão expostas à luz dos Sol.

Pois bem, como Marte (assim como a Terra – que não é plana) gira em torno de um eixo inclinado enquanto viaja ao redor do Sol, um de seus dados hemisférios fica menos exposto ao Sol, ou mais exposto, dependendo da época do ano.

Assim, pode ser (repito: PODE SER) que se houvesse algum tipo de vegetação próximo de um dos pólos de Marte, ou algum tipo de vida microbiana que se utilizasse da fotossíntese, essa região geraria uma quantidade maior de oxigênio quando estivesse mais exposta ao Sol do que em outros momentos de sua órbita ao redor do astro rei.

Baboseira, você pode pensar. Mas lembre-se que algumas fotos de Marte mostram estruturas similares à vegetação no solo daquele planeta, as quais a NASA prontamente descarta como sendo estruturas geológicas e outras desculpas do gênero.

Mas, considerando o histórico da NASA em ter um medo enorme de vida extraterrestre, é difícil aceitar qualquer coisa dessa agência que contradiga a possibilidade de vida fora da Terra.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site.

Clique aqui para apoiar através do site Apoia.se, ou use o botão abaixo:


*Agora você também pode doar através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:

(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.