Por que Hollywood sempre mostra humanos vencendo os ETs?

Tempo de leitura: 4 min.

Através dos anais da história de Hollywood, houve temas recorrentes da invasão e da agenda de ‘alienígenas do mal’ com filmes como ‘O Dia da Independência‘ e ‘Marte Ataca!‘.

Por que Hollywood sempre mostra humanos vencendo os ETs?
A franquia ‘Alien’ descreve uma espécie predatória. (Folheto-Diego Martin)

Também houve filmes alienígenas amigáveis ​​como ‘E.T. – O Extraterrestre‘ e ‘Paul – O Alienígena Fugitivo‘ para combater os filmes de destruição, que poderiam fazer parte da ideia de que Hollywood está planejando um desacobertamento lento que inclua a cultura pop.

Nesses filmes de invasão, apesar de ser tecnologicamente desvantajosa de todas as formas possíveis, a humanidade encontra uma maneira de vencer, mas esse cenário é possível?

Os OVNIs são incorporados à cultura pop com uma rica história em filmes, TV e multimídia. Em muitos filmes de ficção científica e terror, os alienígenas são retratados como hostis e uma ameaça, mas a Terra prevalece no final, o que pode não ser preciso se uma invasão real acontecesse.

Então, por que empurrar a ideia de que poderíamos sobreviver? É para amenizar o golpe que não podemos, ou para parar a histeria em massa se a verdade surgir?

Robbie Graham autor de “Silver Screen Saucers” (algo como “Discos Voadores das Telas de Cinema”), disse:

Na maioria dos filmes de invasão de OVNIs, os seres humanos – geralmente estadunidenses – acabam conquistando os alienígenas porque o público costuma preferir que seus blockbusters tenham finais otimistas, ou pelo menos para que os mocinhos ganhem.

Finais tristes raramente equivalem a muito dinheiro nas bilheterias, e por isso é bom senso comercial que os humanos derrotem os alienígenas.

Nos últimos 20 anos, um número crescente de filmes de invasão alienígena foi produzido com a cooperação estreita do Pentágono, que usa Hollywood sempre que possível como um canal crucial para mensagens políticas e militaristas.

Trata-se de um acordo em que vários ramos das forças armadas fornecem aos cineastas equipamentos, e dão conselhos ostensivamente para ajudar a tornar o filme mais autêntico e para criar uma imagem positiva das forças armadas americanas. Esse acolhedor e simbiótico arranjo também permite que os militares moldem diretamente o conteúdo dos filmes nos quais eles estão envolvidos em todas as etapas da produção, inclusive na fase de roteiro.

Como resultado, em teoria, o Pentágono pode inserir todo tipo de mensagens e ideias nas narrativas de Hollywood, inclusive nas de filmes de OVNIs e invasões alienígenas.

Precisamos apenas olhar para produtos apoiados pelo Pentágono, como o filme ‘Battleship‘ e a franquia ‘Transformers‘, para ver como as forças armadas dos EUA se imaginam derrotando um inimigo extraterrestre e, naturalmente, é do interesse do Pentágono se retratar como sendo muito capaz de defender o país de qualquer forma de inimigo, seja da Rússia ou Zeta Reticuli.

A Guerra dos Mundos“, de H.G. Wells, tratava de um romance de ficção científica sobre uma invasão marciana, e foi adaptado ao rádio estadunidense em 1938 por Orson Welles, e causou pânico real, já que muitos ouvintes acreditavam que se tratava de uma invasão real. Filmes sobre OVNIs (‘E.T. – o Extraterrestre’ e ‘Encontros Imediatos do Terceiro Grau‘, por exemplo)) foram supostamente encorajados pelo governo a provavelmente tirar a mente do público das visões reais. O público deveria se divertir, e isso foi uma “camuflagem através de divulgação limitada”, como alegado no livro “The Day After Roswell” (‘O Dia Depois de Roswell‘), do ex-oficial do Pentágono Col.Phillip J. Corso, que trabalhou próximo a projetos do governo dos EUA em relação à tecnologia alienígena de engenharia reversa do acidente de Roswell.

Graham disse:

Nas décadas passadas, o Pentágono se recusou categoricamente a se envolver em qualquer filme que mostrasse OVNIs ou alienígenas. No entanto, isso mudou nos últimos anos.

Hoje, todos os ramos das forças armadas dos EUA estão dispostos a apoiar demais os produtos de entretenimento inspirados na ovnilogia / ufologia.

Isso pode ser interpretado como um reconhecimento indireto da realidade OVNI? Possivelmente. Ou talvez o Pentágono perceba que, quando se trata de impulsionar o recrutamento militar, não pode mais se dar ao luxo de ser exigente quanto aos gêneros com os quais se associa.

Se você levar em conta as recentes histórias de encontros com OVNIs / Gimbal / Nimitiz do Pentágono, perceberá que todas elas têm testemunhas militares credíveis confusas com uma nave que se movia de maneira que desafiava toda a física. Nossos aviões não conseguiram acompanhar, capturar ou replicar a tecnologia do Tic-Tac e dos outros OVNIs capturados por câmeras e finalmente lançados em conjunto pela To The Stars Academy. Também houve relatos de OVNIs aparecendo em torno de usinas nucleares e aparições comuns entre bases militares, com alguns relatos de que os OVNIs são capazes de desativar o poder de fogo e outras tecnologias inventadas pelo homem. Há a alegação de que um helicóptero italiano foi atacado por OVNIs e várias outras interferências históricas de todo o mundo.

Há duas semanas, a To The Stars Academy anunciou uma parceria com o Exército dos EUA para “avançar com as inovações de materiais e tecnologia da TTSA” e “alavancar os desenvolvimentos em ciência dos materiais, engenharia métrica espaço-tempo, física quântica, propulsão por energia irradiada e energia e camuflagem ativa”, de acordo com o comunicado de imprensa. Por natureza, a ideia de veículos alienígenas em nosso espaço aéreo é de fato uma ‘ameaça’, independentemente dos níveis de hostilidade, mas o que vemos aqui é um exemplo de uma instituição governamental que tenta aprimorar seu jogo tecnológico.

Chris Cogwell, ex-diretor de pesquisa da MUFON / atual apresentador do podcast Mad Scientist e doutor em engenharia química disse:

Na maioria das vezes, pensamos nessa tecnologia de maneiras pequenas, já que presumimos que os organismos que enfrentaríamos seriam simplesmente como outra tribo de humanos, mas talvez com tecnologia mais avançada ou algo assim.

Para mim, essa é uma visão lamentavelmente ingênua. É possível que um organismo avançado não seja cognitivo da mesma maneira que nós, pode não ter aparato sensorial semelhante, pode não ter linguagem da mesma maneira que nós, pode não ter moral ou um senso de individualidade. Então, por que supomos que eles lutariam contra nós da mesma maneira?

Uma das primeiras suposições é que eles se importariam em nos manter por perto, ou sentiriam algum tipo de limitação à moralidade da guerra que sentimos como sociedades agora.

O colunista do MarketWatch, Jurica Dujmović, teoriza que o OVNI Tic-Tac, que os pilotos não conseguiam perseguir era militar, embora seu artigo declare se o OVNI fosse tripulado por um ser humano “o veículo teria que ser equipado com a tecnologia capaz de reduzir a massa inercial do objeto, gerando ondas de gravidade para reduzir as forças G durante a aceleração”.

Deixando a tecnologia de lado, um sentimento comum entre as experiências de abdução são sentimentos de desamparo, paralisia e perda de memória. Então, se uma civilização avançada é capaz de nos manipular, capturar e entrar em contato através da consciência, então teríamos alguma maneira de combater isso quando a maioria da ciência convencional se esquiva dessa ideia? Em ‘Silver Screen Saucers‘, Graham cita o físico teórico Michio Kaku comparando uma ameaça de alienígenas contra humanos como “Bambi se encontrando com Godzilla”, com os terráqueos sendo Bambi.

Kaku também oferece o aviso no livro:

…não apresentaríamos nenhum desafio militar a uma civilização tão avançada …. Seríamos uma tarefa fácil para eles; esqueça todos os filmes de Hollywood.

Todos esses fatores tornam a ideia de uma Força Espacial ainda mais questionável, já que a nossa tecnologia pode ser considerada primitiva quando comparada com a de civilizações avançadas. Por fim, se Hollywood pudesse promover a ideia de que poderíamos vencer uma ‘guerra alienígena’, então talvez o público estivesse mais à vontade com o ‘desacobertamento‘ um dia.

(Fonte)


Na verdade, o cenário onde uma civilização alienígena avançada vem até a Terra para invadir o nosso planeta utilizando sua avançada e poderosa força bélica, como mostrado por Hollywood, é simplesmente um absurdo. Para começar, não precisa ser muito mais inteligente do que nós para perceber que há outras formas de se conquistar um planeta, sem causar destruição.

Aliás, há registro de visitas de OVNIs ao nosso planeta por milênios, e até agora os únicos conflitos bélicos registrados parecem ter sido entre diferente facções deles mesmos.

Que venha o desacobertamento, pois aqui eles já estão faz tempo e a humanidade tem o direito de saber quem eles são, sejam qual forem as consequências.

n3m3

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais.

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


-------

BOMBANDO NO planetaabsurdo.com.br:

PORCOS VIVOS SÃO USADOS EM TESTES DE COLISÃO DE AUTOMÓVEIS

-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.