Quando uma estrela morre, algo mágico ocorre no céu

Tempo de leitura: < 1 min.
Quando uma estrela morre, algo mágico ocorre no céu
Uma supernova. Crédito: NASA

Como nós, seres humanos, estrelas cintilantes no universo observável também têm uma vida e são mortais. É durante os últimos estágios evolutivos de uma estrela massiva que ocorrem alguns tipos de eventos astronômicos transitórios em que a anã branca (estrela em seu estágio final) é estimulada no caminho da fusão nuclear. Este é o momento em que a estrela morre com uma enorme explosão, deixando o céu coberto de um brilho mágico de gás e poeira. Para ser preciso, o objeto principal, também conhecido como progenitor, se funde com um buraco negro ou estrela de nêutrons, ou é completamente destruído.

O curso de ação quando uma estrela morre e cobre o céu com um brilho inacreditável é conhecido como supernova. Acredita-se que a visão óptica do brilho de uma supernova seja mais poderosa que uma galáxia inteira. O efeito do brilho de uma supernova dura várias semanas ou meses no céu.

Até agora, apenas três eventos de supernova foram observados a olho nu na galáxia da Via Láctea durante os últimos mil anos. A supernova mais recentemente vista na Via Láctea foi a Supernova de Kepler no ano de 1604. No entanto, sobras de supernovas mais recentes foram descobertas. De acordo com os eventos de supernovas que ocorrem em outras galáxias, supõe-se que apenas três supernovas ocorram em um século na Via Láctea.

Alguns fatos interessantes sobre supernovas:

Curiosamente, a cada segundo o céu é iluminado por uma supernova. No entanto, apenas duas ou três supernovas ocorrem na Via Láctea. A Supernova mais recente foi observada em 1604 por Johannes Kepler.

Devido a muitas reações complexas que acontecem durante o evento da supernova, novos produtos químicos são produzidos, incluindo hélio, ferro e urânio.

Uma única supernova é mais brilhante que uma galáxia inteira e pode liberar tanta energia quanto o Sol ao longo de sua vida útil de 10 bilhões de anos.

(Fonte)


n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.