Fonte dos cometas do sistema solar pode ter sido encontrada

Tempo de leitura: 2 min.


No artigo abaixo, Paul Seaburn nos informa de maneira divertida sobre a descoberta da fonte dos cometas do sistema solar.

Fonte dos cometas do sistema solar pode ter sido encontrada

“De onde vêm os cometas?”

Esta é uma daquelas perguntas que as crianças fazem (não tão ruins quanto “de onde vêm os bebês?”) que podem ser respondidas (até uma certa idade) com “Pergunte à sua mãe”, mas ainda assim o manterá acordado a noite toda imaginando de onde eles vêm.

Um novo estudo dá a resposta … pelo menos para o nosso sistema solar – os cometas interestelares são algo diferente e requerem mais estudos. Na próxima vez que a pergunta surgir, aqui está sua resposta:

Fizemos algumas estatísticas para determinar se havia um momento ou local especial em nosso jovem sistema solar, onde nossos modelos químicos se encontram com os dados dos cometas. Havia um único modelo que se encaixava melhor em cada cometa, indicando assim que eles compartilham sua origem.

Sim, isso irá satisfazer a curiosidade do seu filho … só que não. Enquanto trabalhava em seu doutorado na Universidade de Leiden, na Holanda, o astrônomo Christian Eistrup se perguntou se as bolas de gelo que orbitam o Sol em trajetos estranhos e diversos podem ter composições químicas semelhantes, o que pode dar uma dica de onde eles vieram e quando.

Felizmente, ele teve acesso ao Observatório de Leiden (Instituto Astronômico da Universidade de Leiden) e a Ewine van Dishoeck, vencedora do Prêmio Kavli de 2018 do observatório “por suas contribuições combinadas à astroquímica observacional, teórica e laboratorial, elucidando o ciclo de vida das nuvens interestelares e a formação de estrelas e planetas.”

Eistrup já havia desenvolvido modelos para prever a composição química dos discos protoplanetários – aqueles discos planos de gás e poeira em torno de estrelas jovens que eventualmente se fundem para formar planetas ou serem comidos pela estrela.

Depois de conhecer van Dishoeck, Eistrup teve seu momento do “A-ha!”.

Eu achei que seria interessante comparar nossos modelos químicos com dados publicados sobre cometas. Felizmente, tive a ajuda de Ewine.

Usando dados químicos de 14 cometas diferentes e bem conhecidos, a equipe trabalhou para encontrar um momento em que eles correspondiam e ficou surpresa ao encontrar um que se encaixasse em todos os 14. Esse era o berçário do cometa.

Não é de surpreender que ele existisse quando o Sol ainda era jovem. O modelo mostrou uma zona fria ao redor do Sol (embora longe dele) medindo entre 21 e 28 Kelvin (cerca de -250 Celsius ou cerca de -420 F). Nessa temperatura, tudo era uma molécula de gelo, mas algumas reações químicas ainda estavam ocorrendo, resultando em irmãos cometários com composições diferentes.

Seu modelo inicial de DNA cometário também revelou uma razão bastante ‘perturbadora’ para suas subsequentes localizações e trajetórias diferentes:

Embora agora pensemos que eles se formaram em locais semelhantes ao redor do jovem Sol, as órbitas de alguns desses cometas podem ser perturbadas – por exemplo, por Júpiter – o que explica as diferentes órbitas.

”A-ha!

Os resultados foram aceitos recentemente pela revista Astronomy & Astrophysics e resumidos em um comunicado de imprensa da universidade.

Se você está criando uma criança astuta e orientada para a ciência, ela certamente fará uma pergunta de acompanhamento depois da sua resposta “Os cometas vêm de um anel de gelo que circulava o Sol quando era jovem”: Poderia um desses cometas ter formas de vida nele que foram trazidas à Terra em uma colisão?

Ainda não sabemos como a vida na Terra começou. Mas a química dos cometas pode levar à produção de moléculas orgânicas, inclusive alguns elementos essenciais para a vida. E se o cometa certo atingir o planeta certo, com o ambiente certo, a vida poderá começar a crescer.

Certifique-se de dar o crédito a Christian Eistrup e peça ao seu filho que encaminhe todas as futuras perguntas sobre a hora de dormir para ele no Observatório Leiden, onde está procurando mais cometas para modelar.

(Fonte)

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.