web analytics

Quem decide o que deveríamos dizer aos ETs?

Tempo de leitura: 1 minuto


Uma pesquisa da Universidade de Oxford perguntou ao público britânico em quem eles confiariam para responder ao primeiro contato com ETs.

Quem decide o que deveríamos dizer aos ETs?

Dada a falta de uma autoridade mundial em comunicação extraterrestre, ainda não está claro quem teria o direito de decidir para o nosso planeta como responder em caso de primeiro contato com alienígenas.

Desejosos de conhecer as opiniões do público britânico sobre esse assunto, o advogado Leah Trueblood e o astrofísico Peter Hatfield se uniram para encomendar uma pesquisa da Universidade de Oxford sobre o assunto. Os resultados indicaram que a opinião mais popular, com 39% dos votos, foi deixar a decisão de como responder aos visitantes extraterrestres para os membros da comunidade científica.

Hatfield disse:

É uma pesquisa pequena, mas é reconfortante que as pessoas sintam que podem confiar nos cientistas para tomar essas grandes decisões.

Quinze por cento dos participantes votaram para deixar a decisão aos representantes eleitos, enquanto no final da lista, com 11% dos votos, era a opção de determinar o que fazer através de um referendo.

Hatfield ainda disse:

Os referendos são, naturalmente, particularmente controversos no Reino Unido no momento. Seria interessante tentar isso em outros países para ver se os resultados são os mesmos.

(Fonte)


O interessante de tudo isso é que esse tipo de pesquisa também foi feito há poucos dias nos EUA, e lá mostrou que grande parte da população acredita que os militares estão escondendo o que sabem sobre os alienígenas..

Alguém está preparando alguma surpresa para nós?

n3m3

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais.

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.



Participe dos comentários mais abaixo…