Índia localiza módulo lunar perdido Lua em 7 de setembro

Tempo de leitura: 2 min.

O módulo de aterrissagem da missão lunar da Índia foi localizado na superfície lunar no domingo, um dia depois de perder o contato com a estação espacial, e estão sendo feitos esforços para tentar estabelecer contato com ele, disse o chefe da agência espacial do país.

Índia localiza módulo lunar perdido Lua em 7 de setembro
Ilustração do módulo lunar que perdeu contato com o centro de operações da Índia.

A agência de notícias Press Trust of India citou o presidente da Organização Espacial e de Pesquisa da Índia, K. Sivan, dizendo que as câmeras do orbitador da missão lunar haviam encontrado o local. “Deve ter sido um pouso forçado”, afirmou Pivan Sivan.

Autoridades da agência espacial da Índia – ISRO não foram encontradas para comentar.

A agência espacial disse que perdeu contato com o módulo lunar Vikram no sábado, quando fez sua aproximação final ao polo sul da Lua para implantar um veículo espacial em busca de sinais de água. Um pouso bem-sucedido tornaria a Índia apenas o quarto país a pousar uma nave na superfície lunar e apenas o terceiro a operar um robô robótico lá.

A agência espacial disse no sábado que a descida da sonda era normal até 2 quilômetros da superfície lunar. A missão de cerca de US$ 140 milhões, conhecida como Chandrayaan-2, destinava-se a estudar crateras lunares permanentemente sombreadas que, acredita-se, contêm depósitos de água que foram confirmados pela missão Chandrayaan-1 em 2008.

A última missão decolou em 22 de julho do Satish Centro espacial de Dhawan, em Sriharikota, uma ilha na costa do estado indiano de Andhra Pradesh, no sul da Índia.

Índia localiza módulo lunar perdido Lua em 7 de setembro
Funcionários da Indian Space Research Organization – ISRO (Organização de Pesquisa Espacial Indiana) reagem ao ouvir um anúncio do chefe da organização Kailasavadivoo Sivan em suas instalações de Telemetria, Rastreamento e Rede de Comando em Bangalore, Índia, sábado, 7 de setembro de 2019.

Após o seu lançamento, o Chandrayaan-2 passou várias semanas caminhando em direção à Lua, entrando finalmente na órbita lunar em 20 de agosto. A nave Vikram se separou do orbital da missão em 2 de setembro e iniciou uma série de Manobras de frenagem para abaixar sua órbita e se preparar para o pouso. Apenas três nações – Estados Unidos, antiga União Soviética e China – pousaram uma espaçonave na Lua.

(Fonte)


Como publicado aqui no OVNI Hoje, um pesquisador acha que extraterrestres causaram o fracasso da missão da Índia, para alertar aquele país a parar com as ameaças nucleares.

Obviamente, essa é somente uma opinião sem embasamento concreto.

n3m3

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais, ou use o botão abaixo:



ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

-------

BOMBANDO NO planetaabsurdo.com.br:

ALGUÉM ESTÁ COLANDO CHAPÉUS DE CAUBÓI NOS POMPOS EM LAS VEGAS

-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.