Plutão ainda merece ser um planeta, diz o chefe da NASA

Tempo de leitura: 2 min.

Apesar de Plutão ter sido oficialmente rebaixado do status planetário há mais de uma década, os fãs do sistema solar ainda estão torcendo pelo pequeno corpo cósmico.

Plutão está se provando como um dos corpos astronômicos mais anômalos.

Um desses fãs é o administrador da NASA, Jim Bridenstine, que entrou no debate de longa data sobre o planeta Plutão durante as declarações de imprensa na sexta-feira (23 de agosto).

Bridenstine disse durante um evento de robótica em Colorado nesta semana:

Só para você saber, na minha opinião, Plutão é um planeta, e você pode escrever que o administrador da NASA declarou que Plutão é um planeta mais uma vez

O vídeo da conversa foi postado no Twitter pelo meteorologista Cory Reppenhagen, da 9News.

Meu favorito soundbyte do dia, que provavelmente não vai chegar à TV. Ele veio do administrador da NASA, Jim Bridenstine. Como um defensor de Plutão, eu realmente gostei disso.

Esse veredito vai contra a decisão oficial feita pela União Astronômica Internacional (IAU) em 2006, que resultou de um voto entre os astrônomos. Mas para o deleite dos fãs de Plutão, Bridenstine reiterou sua dedicação.

Plutão foi descoberto pelo astrônomo americano Clyde Tombaugh em 1930. Alguns pesquisadores começaram a questionar a “planetidade” de Plutão no final dos anos 90, depois que ficou claro que Plutão não era o único no Cinturão de Kuiper, o anel de corpos gelados além da órbita de Netuno.

Após anos de debate e a descoberta de Eris em 2005, um objeto distante ainda maior que Plutão, a IAU despojou Plutão de seu status planetário. Em vez disso, a IAU determinou, Plutão e corpos similares deveriam ser classificados como planetas anões. Para ser um planeta, é necessário que um objeto orbite o Sol, tenha uma forma quase redonda e ‘limpe sua vizinhança orbital’, de acordo com a IAU, e os astrônomos que votaram na decisão de 2006 não estavam convencidos de que Plutão havia atingido esse último critério.

Mas a decisão foi altamente controversa e permanece assim até hoje.

Muitos cientistas e leigos defendem o status planetário de Plutão. Um dos mais proeminentes é Alan Stern, investigador principal da missão New Horizons da NASA, a qual visitou Plutão em 2015, revelando um mundo incrivelmente complexo e diversificado, com grandes montanhas e vastas planícies de gelo de nitrogênio.

Stern há muito condenou a decisão da IAU como não científica, alegando que ela foi feita principalmente para manter o número de planetas ‘oficiais’ em um número administrável.

(Fonte)


Interessante notar ainda que, em junho passado, a própria NASA indicou a possibilidade de vida em Plutão, devido à complexidade de sua superfície.

Outro fato interessante é que o descobridor de Plutão, Clyde Tombaugh, é um dos únicos astrônomos profissionais que admitiu ter visto não só um, mas vários OVNIs ao mesmo tempo.

n3m3

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais.

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

-------

BOMBANDO NO planetaabsurdo.com.br:

O APP PARA iPHONE DO FACEBOOK ESTÁ USANDO SUA CÂMERA SECRETAMENTE

-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.