NASA e ESA se preparam para investigar o asteroide Didymos

Tempo de leitura: 2 min.


O asteroide Didymos é uma das perigosas rochas espaciais para o nosso planeta, e a NASA se uniu à Agência Espacial Européia (ESA) para combater seu potencial de colidir com a Terra.

NASA e ESA se preparam para investigar o asteroide Didymos
Asteroide Didymos e sua lua companheira.

O Asteroide Didymos de 775 metros é orbitado por uma pequena lua de 160 metros de largura e é classificado como potencialmente perigosa pela NASA.

No entanto, a NASA se uniu à Agência Espacial Européia (ESA) para combater seu potencial de colidir com a Terra. Sim, você leu certo.

Os asteroides são “pequenos” objetos rochosos que orbitam o Sol. Embora os asteroides orbitem o Sol como planetas, eles são muito menores que os planetas.

Se os asteroides atingirem a Terra, eles podem trazer destruição maciça para o nosso planeta e também para a vida humana. Os efeitos de um ataque de asteroides – tsunamis, ondas de choque e ventos destruidores – podem ser catastróficos. Os asteroides podem se aproximar da Terra devido às forças gravitacionais que os afetam.

Voltando ao Asteroide 65803 Didymos, a rocha espacial recebe o nome da palavra grega para “gêmeo”. Deve-se notar que os cientistas espaciais europeus estão prontos para apoiar o projeto HERA em novembro – chamado CubeSats – na tentativa de descobrir como desviá-lo.

De acordo com um artigo do express.co.uk, no mês passado, o astrofísico e guitarrista do Queen, Brian May, revelou os planos.

Ele disse:

O HERA é liderado por uma equipe multinacional de cientistas e engenheiros, os ‘desenvolvedores e realizadores’ para a humanidade. Agora, tudo o que temos são muitos anos de pesquisa e teorias, mas o HERA vai revolucionar nossa compreensão dos asteroides e como nos proteger deles.

Primeiro, a NASA vai lançar sua nave espacial DART no asteroide menor a mais de seis quilômetros por segundo. Então entra a ESA.

Brian May revelou ainda a parte que a ESA irá desempenhar no plano.

Ele disse:

O HERA mapeará a cratera de impacto deixada pelo DART e medirá a massa do asteroide.

Conhecer essa massa é a chave para determinar o que está dentro e saber com certeza se poderíamos desviá-la.

Em seguida, os CubeSats do tamanho de uma valise, entram em ação. Se você pensar no HERA como um avião, os CubeSats funcionarão mais como drones.

May ainda revelou como os CubeSats permitirão que a ESA assuma mais riscos.

Ele disse:

Eles são capazes de assumir mais riscos, voando mais perto do asteroide e carregando instrumentos de última geração e, finalmente, pousando.

A escala deste experimento é enorme. Um dia esses resultados podem ser cruciais para salvar nosso planeta.

A observação de perto do HERA após o impacto do DART ajudará a provar se os asteroides podem ser desviados.

Isso vai provar se esta é uma técnica de defesa planetária eficaz.

Vale a pena mencionar que, na próxima semana, a ESA lançará um telescópio chamado Flyeye, que será capaz de escanear o espaço e identificar quaisquer objetos possíveis que estejam vindo em direção à Terra.

(Fonte)


Esperemos que nada muito grande caia aqui antes dos cientistas conseguirem um método para desviar os asteroides perigosos.

n3m3

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais, ou use o botão abaixo:



ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

-------

BOMBANDO NO planetaabsurdo.com.br:

ALGUÉM ESTÁ COLANDO CHAPÉUS DE CAUBÓI NOS POMPOS EM LAS VEGAS

-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.