web analytics

Teoria da simulação “pode causar a aniquilação do Universo”

Tempo de leitura: 2 minutos


Se estamos vivendo dentro de uma complexa simulação de computador, provavelmente deveríamos aceitar nosso destino – para que nosso universo não seja desconectado.

Teoria da simulação "pode causar a aniquilação do Universo"
IMAGENS VIA PIXABAY/VICTOR TANGERMANN

Pelo menos, isso está de acordo com o professor de filosofia da Nanyang Technological University, Preston Greene, que escreveu um artigo no New York Times, argumentando que deveríamos parar de procurar evidências da teoria da simulação – porque provando que o universo é simulado provavelmente tornaria a simulação inútil para quem quer que a estivesse executando, o que significa que todos nós poderíamos ser apagados como uma família desobediente no videogame ‘The Sims‘.

Ensaio duplo-cego

Greene invoca a ideia de um ensaio clínico duplo-cego, o padrão ouro para o projeto experimental ao testar algo como um novo produto farmacêutico. A maneira como funciona é que um grupo de pessoas recebe a droga experimental e outra recebe um placebo, mas nem os pesquisadores nem os participantes sabem quem, para garantir que nenhum fator externo afete o estudo.

Enquanto nomes de alto nível em tecnologia como Elon Musk e o hacker George Hotz expressaram o desejo de testar experimentalmente a teoria da simulação e “escapar”, ou pelo menos descobrir o que está fora da suposta simulação, isso seria como alguém em um estudo clínico de aprendizagem saber se eles estão ou não tomando um placebo.

Estado salvo

Se invalidarmos qualquer experimento que esteja sendo conduzido em nossa simulação, isso poderá “causar a aniquilação do nosso universo”, escreve Greene. Poderíamos ser reiniciados, simplesmente “piscados” para fora da existência.

(Fonte)


Ultimamente, muito se fala entre os pesquisadores sobre a possibilidade de estarmos vivendo dentro de uma simulação, ou um sonho. Mas seria tudo isso somente fruto da imaginação fértil da mente humana, a qual não consegue compreender a razão de nossa existência?

Vamos considerar, por exemplo, muitas das religiões que pregam o fato de irmos para uma vida eterna – boa ou ruim – após esta experiência. Bem, se esta experiência é mesmo temporária, então não há porque contestar que seja uma simulação.

Contudo, dentre as mais variadas crenças há aqueles que acreditam que reencarnamos, renascendo consecutivamente até que possamos, digamos assim, nos aperfeiçoar. Neste caso também parece que a simulação deste mundo também se encaixa, pois novamente se trata de uma fase temporária.

Mas há também aqueles que acreditam que tudo seja um acaso, e que depois de morrermos, tudo acaba. Aqui também não fica fora a possibilidade dessa nossa realidade ser somente uma simulação. Mas neste caso eu sempre me pergunto: será que tamanho drama humano, pelo qual toda pessoa que nasce nesse mundo passa, termina em nada? Não seria um desperdício de energia?

n3m3

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais.

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.


AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários mais abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como ‘inapropriados’, acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.