5 encontros com OVNIs antes do Século XX – um deles por militar brasileiro no Rio Paraguai em 1846

Tempo de leitura: 5 min.


Este artigo, como tantas outras informações, ajuda a desbancar a tese de que os OVNIs são somente projetos militares secretos modernos

5 encontros com OVNIs antes do Século XX - um deles por militar brasileiro no Rio Paraguai em 1846

Seria fácil ignorar o aparente encontro ovnilógico / ufológico do meio do século XIX que apareceu na edição de 26 de novembro de 1846 do ‘Boletim Oficial do Império do Brasil’, se não tivesse sido registrado nos arquivos oficiais dos encontros com OVNIs no Brasil. O incidente foi descoberto pelo pesquisador de OVNIs, Antonio Huneeus, enquanto procurava os documentos oficiais do governo brasileiro. Por sua vez Edison Boaventura Junior descobriu o artigo de 1940.

Talvez parte da razão pela qual o encontro tenha tido uma atenção tão ampla na época (e desde então) foi que a principal testemunha e escritor do artigo original de 1846 tenha sido um membro condecorado da marinha brasileira, Augusto Lerverger. Certo ou errado, ele era visto como uma testemunha honesta e confiável, o que ele provavelmente era.

Como veremos mais à frente, graças à Internet e aos muitos pesquisadores e entusiastas de OVNIs em todo o mundo hoje, podemos agora olhar para esses eventos, que foram considerados incidentes isolados, ao lado de outros de natureza semelhante ou que ocorreram em um momento ou época similar. E a partir disso, podemos ver agora que muitos são, possivelmente, parte de contínuas ondas de avistamentos em todo o globo.

Missão militar no rio Paraguai

O incidente teria ocorrido no Rio Paraguai, um trecho de água que o próprio Leverger ajudou a mapear no ano anterior. O rio corre entre o Paraguai e a área de Mato Grosso, no Brasil.

Em junho de 1846, Leverger liderava dois barcos canhoneiros pela extensão da água. Seu destino era Assunção, a capital do Paraguai, no que foi em grande parte (e extraoficialmente) um exercício de “flexão muscular” por parte do governo brasileiro.

Porém, quando estavam a pouco mais de 30 quilômetros de Assunção, as coisas começaram a ficar estranhas. Foi, de acordo com os detalhes registrados por Leverger, às 5h57 da manhã, quando o “fenômeno nunca antes visto” ocorreu pela primeira vez.

O céu até aquele ponto estava claro e calmo. No entanto, do nada, “um balão luminoso feito com a velocidade instantânea de uma curva de 30 graus NW [sic]” apareceu na frente deles.

Aparentemente, ligado a este globo estava uma “banda de luz”, ao longo da qual “três corpos” eram visíveis “cujo brilho era muito mais animado [sic]”.

Leverger relatou que os três objetos extras estavam separados uns dos outros e tinham formas diferentes. Ele descreveu um como “circular”, outro como “um arco de um círculo”, e o objeto de cima era um “quadrângulo irregular”. Além disso, uma “fita de luz muito fraca” se movia ao redor do objeto em um movimento em zigue-zague.

Mudando formatos

Talvez as formas diferentes fossem o objeto girando em seu próprio eixo enquanto ele viajava. Este é um detalhe, embora geralmente com disco ou nave em forma de esfera, que é relativamente comum em avistamentos de OVNIs.

Enquanto continuavam a observar o estranho objeto, ele mudava de forma novamente. Desta vez, parecia ser uma “forma elíptica plana”. Depois de vinte e cinco minutos, o objeto desapareceu na distância, não deixando “o menor sinal de perturbação”.

Leverger não estava sozinho ao ver o estranho objeto. Além da tripulação do barco, o embaixador do Brasil, Dr. José Antonio Bueno, também estava presente. Além disso, quando chegaram a Assunção pouco tempo depois, ficou claro que muitos tinham visto o estranho incidente da cidade.

Muitas pessoas, incluindo o próprio Leverger, ponderaram se o incidente foi algum tipo de ocorrência atmosférica ou mesmo um meteoro. No entanto, a descrição altamente detalhada se encaixa confortavelmente com descrições contemporâneas de OVNIs. Além disso, o fato do objeto ficar visível por quase trinta minutos faz com que a classificação de meteoro seja inadequada.

Outros incidentes estranhos de meados da década de 1840

Este incidente teria sido visto na época como um evento isolado e único. No entanto, como os relatórios continuam a ser fracamente catalogados on-line de todo o mundo, remontando a qualquer registro deles, podemos ver que houve várias outras aparições de estranhos fenômenos aéreos ao redor do planeta em meados da década de 1840.

Depois, em 25 de agosto de 1846, por exemplo, em Saint-Apre, na França, o Dr. Moreau estava voltando para casa depois de uma visita domiciliar a um de seus pacientes. Eram duas e meia da manhã, mas o ar ainda estava quente do verão. De repente, uma luz intensamente brilhante envolveu-o. Ele olhou para cima para ver um globo que de repente se abriu permitindo que “centenas de objetos semelhantes a estrelas” voassem no ar. Isso continuaria por apenas cinco minutos antes do globo desaparecer…

Incidentes da China até Londres

Em novembro de 1846, no rio Rangoon, na China, uma luz repentina apareceu em frente a um navio enquanto navegava pelas águas. Com a luz também veio um calor repentino que aqueceu consideravelmente o ar frio da noite. A testemunha principal foi a esposa do dono do navio, que com seu filho de quatro anos estava na frente do navio com o capitão.

A luz tinha a aparência de uma “chama compacta” e foi testemunhada por várias pessoas no navio e nas proximidades ao longo da borda da água.

Outro estranho avistamento ocorreu na noite de 19 de março de 1847 sobre Holloway em Londres, Inglaterra. A testemunha anônima, junto com seu colega referido apenas como ‘A’ deixou Albion Road pouco depois das 20h30.

O céu estava negro, sem uma estrela visível para nenhum dos dois homens. No entanto, não muito tempo depois de partirem, os dois homens viram o que acreditavam ser um balão de fogo descendo lentamente para a terra. Quanto mais baixo, no entanto, à medida que ele continuou a se mover para o oeste de sua localização, “seu brilho intenso”, assegurou a testemunha, “não era uma coisa terrena”.

Enquanto cada homem continuava a observar, o objeto projetou várias “coruscações de fogo” e assumiu a aparência de uma “nuvem intensamente radiante”. O objeto tinha começado a subir um pouco mais alto agora, mas tão brilhantes eram as luzes que elas “lançavam uma luz brilhante nas casas” nas ruas abaixo. Então, um segundo objeto, igualmente brilhante, apareceu e se juntou ao primeiro. Cada um pairou no ar por cerca de dois minutos antes do primeiro objeto “absorver” o segundo.

Enquanto cada homem continuava a olhar para cima com admiração, a luz brilhante desapareceu na noite.

Os “estranhos” de Saratov, Rússia

Um relato que vale a pena incluir aqui ocorreu na região de Saratov na Rússia, perto de Balashov em outubro de 1847. Os moradores da regiào notaram “quatro colunas de luz de fogo” no céu. Cada coluna brilhava entre tons de azul e branco e era visível por quase duas horas. Então, tão rapidamente quanto as luzes apareceram, eles desapareceram, deixando a área em completa escuridão novamente.

Não muito tempo depois do incidente, os moradores de Saratov começaram a perceber estranhos ‘bizarros’ andando pela área. Eles pareciam amigáveis ​​o suficiente, embora ninguém pudesse entendê-los, nem, ao que parece, eles poderiam entender os locais. As descrições dos visitantes estranhos afirmam que eles se pareciam muito com “homens idosos” com “rostos amarelo-esverdeados”. Embora muitos dos homens da região, particularmente homens mais velhos, cultivavam barbas, os estranhos eram todos sem barba, o que também os fazia sobressair.

A maioria dos habitantes locais, apesar de sua aparência estranha, achava que eram viajantes excêntricos e, na maioria das vezes, deixavam-nos entrar e sair quando quisessem. Eles nunca pediram nada, nem causavam nenhum problema. Eles sempre desapareciam ao anoitecer, e raramente passavam mais de um dia na mesma região.

A polícia local tentava rastrear esses estranhos misteriosos, que cuja história chegou até as autoridades por meio de fofocas nas ruas. No entanto, eles nunca conseguiriam apreender nenhum deles.

Uma visão moderna de um evento ‘divino’ (percebido)?

O último avistamento dessa sequência foi quase um ano depois de terem aparecido pela primeira vez.

Na noite de 6 de outubro de 1848, pouco depois das nove da noite, uma luz brilhante iluminou boa parte da área, e um estrondo como o trovão soou acima. Cerca de uma hora depois, um “ponto colorido vermelho sangue” era visível, e então se transformou em uma “forma alongada”. De repente, a forma vermelha se transformou novamente, desta vez em várias colunas separadas de luz, cada uma chegando ao horizonte na frente das testemunhas.

Às 11 da noite, as luzes haviam desaparecido. Não houve mais avistamentos dos ‘estranhos’ após o incidente.

Se aceitarmos que o relato seja preciso, parece haver uma conexão direta com as ‘colunas de luz’ e o aparecimento e, depois, o desaparecimento dos “estranhos”. Isso sugeriria que essas vigas ou colunas estavam transportando-os da nave para o chão e depois de volta. Ou talvez isso, como muitos casos de OVNIs, possa sugerir um dispositivo parecido com um portal.

Neste caso em particular, apenas as luzes foram vistas e depois elas “alongaram”. Poderia isso ter sido uma abertura de um portal?

O que também é interessante, olhando para o aspecto das “colunas de luz” do incidente mais uma vez, é que se este incidente tivesse ocorrido na antiguidade, ele teria sido claramente visto como “divino”. Com isso em mente, talvez algumas dessas velhas histórias da Bíblia e textos antigos merecem outra analisada.

Uma coisa é certa, incidentes e eventos estranhos parecem remontar ao nosso próprio planeta. Se dúvida, trata-se de uma noção alucinante e que acrescenta outra camada de intriga à questão dos OVNIs e alienígenas…

(Fonte)


Hoje em dia há muita gente, especialmente cientistas, que para descartarem de pronto o fenômeno dos OVNIs, dizem que os avistamentos não passam de projetos ultra secretos dos governos mundiais. Parece que as desculpas de que os avistamentos foram Vênus e gás do pântano já não colam mais com o público em geral, assim tiveram que encontrar outro artifício.

Mas o que essas pessoas esquecem, é que, não só desde o Século XIX como mostrado acima, os OVNIs também têm sido avistados desde muito antes, e, é claro, naquela época não havia superpotências mundias com projetos ultra secretos.

O fenômeno OVNI é real e ainda inexplicado. Mas podemos estar cada dia mais perto da verdade.

n3m3

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais.

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

-------

BOMBANDO NO planetaabsurdo.com.br:

"FILHOTE DE UNICÓRNIO" ABANDONADO TEM RABO NA CABEÇA E É COMPLETAMENTE MÁGICO

-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.