web analytics

Revelação da NASA: Neil Armstrong escondeu este objeto durante o pouso na Lua

Tempo de leitura: 2 minutos

 

Neil Armstrong, o comandante da missão Apolo 11, levou algo consigo até a Lua e de volta à Terra. Em 20 de julho deste ano é comemorado o quinquagésimo aniversário do primeiro pouso lunar tripulado, e também é a DATA LIMITE, muito comentada nesses dias que a antecede.

Neil Armstrong escondeu este objeto durante o pouso na Lua
A Apolo 11 foi lançada por um foguete Saturno V do Centro Espacial Kennedy.

A tripulação da Apolo 11 da NASA retornou à Terra, vindos da Lua, há 50 anos. Foi o voo espacial que colocou os dois primeiros humanos na Lua.

A Apolo 11 foi lançada por um foguete Saturno V do Centro Espacial Kennedy em Merritt Island, Flórida, no dia 16 de julho às 13:32 UTC, e foi a quinta missão tripulada do programa Apolo da NASA.

Neil Armstrong sempre admirou os irmãos Wright. Um chefe da NASA revelou o segredo antes do 50º aniversário do pouso na Lua. Dentro do “kit de preferência pessoal” do Comandante Neil Armstrong a bordo do Apolo 11 havia dois pedaços de madeira. Estes vieram da hélice da aeronave dos irmão Wright, que construíram e voaram o primeiro avião do mundo com sucesso. O Museu da Força Aérea dos EUA deu sua posse a Armstrong.

Em maio de 2019, um pedaço da hélice foi vendido por US$ 175 mil no Heritage Auctions em Dallas, Texas, EUA.

O primeiro passo de Armstrong na superfície lunar foi transmitido na TV ao vivo para uma audiência mundial. Ele descreveu o evento como sendo “um pequeno passo para o homem, um passo gigantesco para a humanidade”.

A Apolo 11 terminou efetivamente a Corrida Espacial e cumpriu uma meta nacional proposta em 1961 pelo presidente dos EUA, John F. Kennedy: “antes da década terminar, colocaremos um homem na Lua e o devolveremos em segurança para a Terra.”

(Fonte)

Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.


Faltam somente 9 dias para 20 de julho de 2019, data do quinquagésimo aniversário da “chegada do homem à Lua”, e também a DATA LIMITE, na qual o médium brasileiro Chico Xavier mencionou que, se a humanidade se tolerasse até então, revelações seriam abertas para todos.

Embora não se possa esperar milagres da noite para o dia, há muita esperança entre os seguidores de Chico Xavier de que algo extraordinário acontecerá naquele dia. Particularmente, mantenho minha postura de que eventos impactantes à raça humana não acontecem com data marcada, mas sim nos pega sempre de surpresa.

O mundo precisa sim de uma mudança radical, mas infelizmente, pelo que se pode ver em toda a história humana, essa mudança tem que vir de dentro de nós. Enquanto divergimos e agimos de forma desequilibrada, a mudança que necessitamos é dispersada somente nos desejos de cada um.

Ah, como eu gostaria de estar errado desta vez!