EXCLUSIVO: FBI investiga vazamento de 1.000 páginas de inteligência da Força Aérea ‘Top Secret’

Tempo de leitura: 2 minutos

O FBI está investigando um vazamento de mais de 1.000 páginas de documentos sigilosos altamente sensíveis de uma unidade crítica de inteligência aeroespacial estadunidense, segundo a Forbes.

FBI investiga vazamento de 1.000 páginas de inteligência da Força Aérea 'Top Secret'

Os arquivos foram levados para casa por um empreiteiro do Centro Nacional de Inteligência Aérea e Espacial da NASA, servindo na base da Força Aérea Wright-Patterson, de Ohio, segundo um mandado de busca apresentado em 21 de junho.A NASIC é uma unidade de inteligência do Departamento de Defesa, a qual analisa informações sobre ameaças aéreas, cibernéticas e espaciais estrangeiras. Isso inclui inteligência em sistemas militares e equipamentos de outros estados-nação.

Graham Brookie, um ex-conselheiro do governo dos EUA sobre segurança interna e contraterrorismo, disse:

Este caso é particularmente preocupante, dada a missão de inteligência, com implicações em todo o aparato de segurança dos EUA, não apenas abrigado na base.

Os arquivos, muitos dos quais foram marcados como ‘TOP SECRET’ (Segredo Máximo), foram descobertos pelo Departamento de Polícia da Fairborn City em 25 de maio, escreveu o FBI em seu pedido de mandado de busca. Os policiais encontraram os arquivos enquanto investigavam uma suposta “fábrica de cultivo de maconha” que se acredita ter sido localizada na casa do suspeito, Izaak Vincent Kemp, de acordo com o mandado. A polícia encontrou maconha, mas o caso foi escalado para o FBI após a descoberta dos documentos confidenciais, revelou o mandado.

Os documentos deveriam ter salvaguardas especialmente fortes contra vazamentos, pois foram marcados como protegidos por “Programas de Acesso Especial”. Esses arquivos são considerados tão sensíveis que exigem segurança adicional além do que é normalmente fornecido para arquivos confidenciais e só devem ser armazenados de forma segregada, em ambientes protegidos.

A Força Aérea disse que o contratante nunca foi autorizado a remover os documentos classificados do NASIC “e teria que fazer um esforço concertado para contornar os postos de segurança” ao levá-los para casa, dizia o mandado de busca. O governo não revelou o que estava contido nos arquivos.

(Fonte)

Colaboração: Marcelino

Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.


(Aparentemente, o artigo acima é um Conteúdo Exclusivo OVNI Hoje para o Brasil.)

Para quem não lembra, ou não sabe, a Base Aérea Wright-Patterson é onde, supostamente, foram escondidos os destroços do OVNI e corpos de alienígenas do famoso acidente em Roswell, que ocorreu no ano de 1947.

A questão que fica no ar é, será que esses documentos mencionavam qualquer coisa relacionada a isso? Também fica a dúvida se o cidadão apreendido passou essas informações ultra-secretas para outras pessoas e se isso acabará sendo publicado na Internet.

Provavelmente, os militares já deram conta de tudo isso, mas nunca se sabe.

Termos recém pesquisados por leitores: