Matéria orgânica é descoberta em meteorito marciano

Tempo de leitura: 2 min.

Antes da notícia de que a NASA mais uma vez constatou a presença de metano em Marte – um possível indicador da vida – outra referência científica apontou para essa possibilidade

Matéria orgânica é descoberta em meteorito marciano
Um seção fina do meteorito ALH-77005 em plano de luz polarizada. A área estudada pela espectroscopia FTIR é marcada por retângulo, onde foi observada a forte alteração mediada microbialmente. doi: 10.1515 / astro-2019-0002

Segundo a NASA, os cientistas concordam que não há vida em Marte. No entanto, eles continuam a avaliar se Marte já teve um ambiente capaz de suportar a vida microbiana. Agora, pesquisadores da Hungria descobriram material orgânico incorporado em um meteorito marciano encontrado no final da década de 1970. Os cientistas foram capazes de determinar a presença de matéria orgânica na forma mineralizada como diferentes formas de bactérias dentro do meteorito, sugerindo que a vida poderia ter existido no Planeta Vermelho.

Oficialmente chamado de ALH-77005, o meteorito marciano foi encontrado nas Colinas Allan, na Antártica, durante a missão do Instituto Nacional de Pesquisa Polar do Japão entre 1977 e 1978. O novo estudo “Bioassinaturas mineralizadas em ALH-77005 Shergottite – pistas para a vida marciana?“, publicado no periódico Open Astronomy de De Gruyter, pelos autores Ildiko Gyollai, Márta Polgári e Szaniszló Bérczi, propõe a presença de bactérias ativas em Marte. Sua pesquisa também sugere que pode ter havido vida em outros planetas.

A autora principal, Ildiko Gyollai, do Centro de Pesquisa em Astronomia e Ciências da Terra da HAS. em Budapeste, explica:

Nosso trabalho é importante para um público amplo, pois integra as ciências planetárias, da terra, biológicas, químicas e ambientais, e será de interesse para muitos pesquisadores nessas áreas.

A pesquisa também será de interesse para os planetólogos, especialistas em meteoritos e astrobiologia, bem como pesquisadores da origem da vida, e para o público em geral, pois oferece um exemplo de um novo aspecto da mediação microbiana em meteoritos de rocha.

Esta nova pesquisa poderia mudar o exame de meteoritos no futuro. À luz de sua descoberta, os autores postulam que os materiais do sistema solar devem ser estudados para determinar se há evidência de formas microbianas dentro das rochas espaciais – e uma indicação de que houve uma vez a vida em Marte.

(Fonte)


Novamente cientistas que examinaram meteoritos vindos de Marte apontam para a existência de vida naquele planeta. Esta questão está praticamente certa, pelo menos para existência de vida no passado por lá.

n3m3

Compartilhe este artigo com a galáxia!

_______

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


_______

O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:


PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

-------
-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.