NASA revela imagem de asteroide “como nada que a humanidade tenha visto antes”

A NASA divulgou imagem de asteroide com uma montanha altamente incomum em sua superfície

NASA revela imagem de asteroide "como nada que a humanidade tenha visto antes"
Esta é a maior montanha de asteroide no sistema solar. (Imagem: NASA)

A maravilha natural se chama Ahuna Mons foi encontrada na superfície de Ceres, que é um planeta anão que se acredita ser a maior rocha espacial do sistema solar.

Uma sonda chamada Dawn está atualmente em órbita ao redor de Ceres, mas está efetivamente morta depois de ficar sem combustível.

No ano passado, a NASA disse que a sonda continuará acelerando em torno do planeta anão ‘por décadas’, mas não revelou se sobreviverá como uma casca ou morrerá em uma colisão em algum momento no futuro.

Ceres pode ser encontrado no cinturão principal de asteroides entre Marte e Júpiter. A nova imagem é baseada em dados de mapeamento gerados pela Dawn.

A NASA escreveu:

Ahuna Mons é como nada que a humanidade já viu antes. Por um lado, suas encostas são guarnecidas não de crateras antigas, mas de raias verticais jovens.

A nova hipótese [sobre sua origem] sustenta que uma bolha de lama subiu das profundezas do planeta anão e atravessou a superfície gelada em um ponto fraco, rico em sal reflexivo – e então congelou.

Acredita-se que as faixas brilhantes sejam similares a outros materiais recentemente vistos, como os visíveis nos famosos pontos brilhantes de Ceres.

Ceres tem um suprimento generoso de produtos químicos orgânicos, conhecidos como “blocos de construção da vida”.

Dados da sonda Dawn da NASA revelaram que o minúsculo mundo alienígena “contém uma abundância muito maior de orgânicos do que se pensava originalmente”.

Embora isso não signifique que alienígenas vivam em Ceres, isso pode mostrar que as substâncias químicas que são vitais para o desenvolvimento da vida estão espalhadas pelo universo.

Hannah Kaplan, pesquisadora de pós-doutorado do Southwest Research Institute, que liderou a pesquisa, disse que a descoberta é “importante não apenas para a Ceres, mas também para missões que em breve explorarão asteroides que também podem conter material orgânico”.

Um gráfico ilustrando os vestígios de material orgânico (Foto: NASA)

Não se sabe como os orgânicos vieram a existir em Ceres, mas é provável que tenham sido levados à superfície por asteroides ou cometas.

Ceres é famoso pelas ‘luzes misteriosas dos alienígenas’, que parecem brilhar de sua superfície. Estes são provavelmente causados ​​pela luz refletida do gelo.

A NASA anunciou recentemente a descoberta de moléculas orgânicas em Marte no fundo de um lago que “continha todos os ingredientes necessários à vida, incluindo elementos químicos e fontes de energia” há três bilhões de anos, segundo a NASA.

(Fonte)

Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.


Se os cientistas acham que o material orgânico foi colocado na superfície de Ceres por asteroides (menores) ou cometas, então de onde estes corpos celestes trouxeram tal material? Onde estaria esta fonte e o que estaria gerando este material?

É mais fácil acreditar que a matéria prima para a vida esteja presente em todos os cantos do Universo e nasceu lá mesmo onde está durante a criação do próprio Cosmo.

E, a propósito, a imagem da montanha no começo do artigo, parece ter sido gerada em 3D por software, a partir de uma foto achatada, assim como ocorre no Google Earth quando a função tridimensional é ativada.

A NASA bem que poderia publicar uma foto real desta montanha, afinal Ceres é assunto de muita controvérsia. Quem não lembra quando, em 2015, a sonda Dawn se aproximou dele e foram avistadas luzes estranhas em sua superfície, levantando suspeitas de que elas seriam produto de alguma atividade de extraterrestres?

Mais tarde a NASA as justificou teorizando que seriam reflexos do Sol em blocos de gelo nas crateras. Fato curioso, pois eu não sabia que o Sol brilhava tão intensamente nos confins do sistema solar.

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.