web analytics

Astrônomos descobrem 1.800 estrelas explodindo no Universo, as chamadas supernovas

Tempo de leitura: 2 minutos


Usando o Telescópio Subaru, astrônomos identificaram cerca de 1800 novas supernovas no Universo distante, incluindo 58 supernovas do Tipo Ia a mais de 8 bilhões de anos-luz de distância. Estas descobertas ajudarão a elucidar a expansão do Universo.

Astrônomos descobrem 1.800 estrelas explodindo no Universo, as chamadas supernovas 1
Algumas supernovas descobertas neste estudo. Há três imagens para cada supernova antes de explodir (à esquerda), depois de explodir (no meio) e supernovas (diferença das duas primeiras imagens). (Crédito: N. Yasuda et al.)

Supernovas é o nome dado a estrelas explodindo que chegaram ao fim de suas vidas. A estrela muitas vezes se torna tão brilhante quanto sua galáxia hospedeira, brilhando um bilhão de vezes mais do que o nosso Sol para qualquer momento entre um mês e seis meses, antes de diminuir.

As supernovas classificadas como Tipo Ia são úteis porque seu brilho máximo constante permite que os pesquisadores calculem a distância entre a estrela e a Terra.

Isso é particularmente útil para pesquisadores que querem medir a expansão do Universo.

Eventos celestes de supernovas são raros e apenas alguns telescópios são capazes de capturar imagens nítidas de estrelas distantes, e o Telescópio Subaru é um deles.

Ao tomar imagens repetidas da mesma área do céu noturno durante um período de seis meses, os pesquisadores puderam identificar novas supernovas procurando por estrelas que de repente parecessem mais brilhantes antes de desaparecerem gradualmente.

A equipe identificou 5 supernovas super luminosas e cerca de 400 supernovas do tipo Ia. Cinquenta e oito dessas supernovas do Tipo Ia estavam localizadas a mais de 8 bilhões de anos-luz da Terra. Em comparação, os pesquisadores usaram o Telescópio Espacial Hubble cerca de 10 anos para descobrir um total de 50 supernovas localizadas a mais de 8 bilhões de anos-luz da Terra.

O professor Naoki Yasuda, do Instituto Kavli para a Física e Matemática do Universo (Kavli IPMU), disse em um comunicado de imprensa:

O Telescópio Subaru e o Hyper Suprime-Cam já ajudaram pesquisadores a criar um mapa tridimensional de matéria escura e observação de buracos negros primordiais, mas agora esse resultado prova que este instrumento tem uma capacidade muito grande de encontrar supernovas muito, muito distantes da Terra.

Quero agradecer a todos os meus colaboradores pelo seu tempo e esforço, e estou ansioso para analisar nossos dados para ver que tipo de imagem do Universo eles possuem.

O próximo passo será usar os dados para calcular uma expansão mais precisa do Universo e estudar como a energia escura mudou com o tempo.

(Fonte)

Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.