web analytics

NASA começa a desenvolver espaçonaves com propulsão nuclear

Tempo de leitura: 2 minutos


Pela primeira vez desde a década de 1970, a NASA está desenvolvendo sistemas de propulsão nuclear para suas espaçonaves.

NASA começa a desenvolver espaçonaves com propulsão nuclear
Crédito: NASA

A NASA não pediu nenhum dinheiro para um programa de propulsão nuclear, mas receberá US$ 125 milhões pela pesquisa como parte do orçamento de US$ 22,3 bilhões da agência espacial que o Congresso doso EUA aprovou na semana passada, informou a Space.com. Se o programa for bem-sucedido, a propulsão nuclear poderá reduzir significativamente o tempo de viagem durante as missões a Marte e além.

Propulsão nuclear é passo importante

A liderança republicana vê a propulsão nuclear como um passo importante no caminho para missões espaciais profundas e o pouso na Lua em 2024, com o qual o Congresso encarregou a NASA. O representante do Alabama, Robert Aderholt, descreveu a propulsão nuclear como ‘crítica’ para o lançamento de 2024 em uma reunião de orçamento na semana passada.

O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, disse ao Conselho Nacional do Espaço em março:

 À medida que continuamos a avançar ainda mais para o nosso sistema solar, precisaremos de novos sistemas de propulsão inovadores para nos levar até lá, incluindo a energia nuclear.

Regulamentação

Mas antes que a NASA possa adotar a tecnologia de propulsão nuclear, há a questão de navegar pelas regulamentações que governam o uso da energia nuclear.

De acordo com a Space.com, por enquanto, a agência espacial não anunciou nenhum plano para usar esta propulsão em nenhuma das missões planejadas, mas isso pode mudar à medida que a tecnologia se desenvolve.

(Fonte)

Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta e Universo. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.


Embora isto pareça ser um grande avanço tecnológico, quando comparada com os sistemas de propulsão química atualmente utilizados, ela apresenta um risco grave em caso de falhas no lançamento dos foguetes. Poderíamos ter uma contaminação em grande escala da atmosfera se uma dessas naves viesse a explodir em pleno voo, como já aconteceu várias vezes com foguetes convencionais.

De qualquer forma, este avanço não chega nem aos pés da tecnologia muito mais avançada que desafia as leis da física, a qual tem sido observada por testemunhas fidedignas de Objetos Voadores Não Identificados – OVNIs / UFOs. E é justamente essa tecnologia que um dia realmente nos permitirá visitar os mundos mais distantes em viagens de curto período.

n3m3

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais.

O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS: