web analytics

NASA libera fotos do local onde a sonda israelense Beresheet caiu na Lua

Tempo de leitura: 2 minutos


A NASA divulgou na quarta-feira (15) fotos do lugar onde a sonda israelense Beresheet caiu na Lua, que foram capturadas pelo Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO), uma sonda espacial norte-americana destinada a explorar o satélite natural.

sonda israelense Beresheet
À esquerda: o local onde a Beresheet impactou. À direita: uma imagem processada para destacar as alterações perto do local de pouso. / NASA / GSFC / Arizona State University

As imagens mostram o antes e depois da área do acidente, conhecido como Mar da Serenidade, de apenas 90 quilômetros acima da superfície.

A foto capturada em 22 de abril de 2019 “mostra o que a agência espacial chama de ‘ponto negro’ de aproximadamente 10 metros de largura, que não era visto na imagem do mesmo local tomado em 2016.”

Aqui estão imagens de antes e depois do local de impacto da Beresheet na Lua, capturada por minha equipe de câmeras.

A Beresheet fazia parte da primeira missão à Lua pela empresa SpaceIL para se deslocar por cerca de 500 metros sobre a superfície e transmitir imagens de vídeo e de alta definição para a Terra. No entanto, após uma suave descida inicial, a nave fez um pouso forçado na superfície.

Este achado foi determinado graças à aplicação de modelos matemáticos que ajudaram a estimar o tamanho e o formato da cratera que teria formado se um objeto de massa e velocidade de Beresheet atingisse a superfície.

Até o momento, apenas os EUA, a Rússia, e a China conseguiram fazer pousos suaves e controlados na superfície lunar. Apesar do acidente, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu prometeu apoio do Estado para uma nova missão espacial.

(Fonte)

Colaboração: NINGUEM

Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.

Uma pena que a sonda israelense Beresheet se espatifou na Lua. Esperemos que logo Israel obtenha sucesso enviando outra sonda para a superfície lunar, assim como a Índia. Isto é importante para termos mais chances de averiguar de uma vez por toda a veracidade de tantas “teorias da conspiração” que têm sido divulgadas a respeito do nosso satélite natural.

Quanto mais países alcançarem a Lua, maior é a probabilidade de vazamento de informações sigilosas.

Termos recém pesquisados por leitores: