web analytics
Tempo de leitura: 2 min.

Pasmem! Há duas manchas visíveis na superfície do Sol

Tempo de leitura: 2 min.

Após um longo período de inatividade, a fotosfera solar começa a apresentar algum sinal de mudança, revelada pelo surgimento de duas manchas simultâneas no hemisfério norte da estrela.

Manchas solares AR2740 e AR2741, observadas na fotosfera solar em 08 de maio de 2019

Manchas solares AR2740 e AR2741, observadas na fotosfera solar em 08 de maio de 2019

As manchas surgiram há cerca de dois dias e uma delas já está faceada em direção á Terra.

A mancha menor, nomeada AR2741, cobre 269 milionésimos do disco solar (cerca de 800 milhões de quilômetros quadrados) e tem característica magnética unipolar, do tipo Alpha.

A segunda mancha, batizada AR2740, cobre 307 milionésimos do disco solar, aproximadamente 933 milhões de quilômetros quadrados. Além de maior, a AR2740 também tem característica magnéticas diferentes, do tipo Beta. Esse tipo de mancha possui campos magnéticos negativos e positivos, com uma simples e distinta divisão entre as polaridades.

Mancha do tipo Beta, como a AR2740, pode crescer de tamanho e ter sua característica magnética alterada, passando a Beta-Gama, na qual as polaridades são tão irregularmente distribuídas que é impossível classifica-las como um grupo bipolar.

Manchas Beta-Gama são bastante imprevisíveis e muitas vezes se rompem. Quando isso acontece, emitem fortes pulsos de raios-X seguidos de ejeções de manchas coronais que chegam atingir a Terra, causando perturbações geomagnéticas fortes.

É importante notar que as manchas solares são bastante instáveis e podem mudar de tamanho e característica magnética em questão de horas.

Para acompanhar o desenvolvimento das manchas acesse nossa página de atividade solar:ATIVIDADE SOLAR


Nomenclatura das Manchas
Toda vez que um grupo de manchas solares (uma região ativa) é detectado lhe é atribuído um número sequencial. Essa numeração teve início em 5 de janeiro de 1972 e desde então a NOAA, Administração Nacional Oceânica e Atmosférica, dos EUA, ficou responsável por essa função.

O nome do grupo de manchas é composto da inicial “AR”, que significa Active Region, seguida de um bloco de quatro números. Em 14 de junho de 2002 a NOAA chegou ao número 10000 e para manter a compatibilidade com o padrão adotado, resolveu-se suprimir o quinto dígito. Assim, a mancha solar AR1967 é na realidade AR11967. Isso significa que desde 1972 já foram observadas quase 12 mil regiões ativas na superfície do Sol.

Apolo11.com – Todos os direitos reservados

(Fonte)

Colaboração: Lênio


As manchas solares fazem parte da atividade normal do Sol, contudo elas são as responsáveis pelas ejeções solares, que podem apresentar um perigo para o nosso planeta.

O OH já havia publicado que os cientistas estão prevendo que a atividade solar poderá aumentar em seu novo ciclo. Esperemos que não ocorra algo como o Evento Carrington, que causou caos nas linhas de telégrafo em 1859.

Hoje não temos linhas de telégrafo, mas a raça humana está completamente dependente da eletricidade e da eletrônica, e um evento similar àquele que ocorreu no Século XIX seria ainda mais danoso a todos.

Plugin Kapsule Corp