web analytics

A união entre a raça humana permitirá o desacobertamento dos OVNIs… Talvez?

Tempo de leitura: 3 minutos

O participante do forum abovetopsecret.com, EnigmaChaser, apresentou um ponto de vista muito interessante, que serve de exercício mental para todos nós. Um ótimo tema para ser discutido na área de comentários, com civilidade, é claro:

*Artigo sem classificação de veracidade da matéria, por se tratar de opinião pessoal, matéria vinda de leitor, ou embasamento científico. (Missão do OVNI Hoje)

A união entre a raça humana permitirá o desacobertamento dos OVNIs

Eu estava considerando o que seria necessário para realmente nos encontramos com os ETs em escala maior, depois de assistir a um documentário e fazer uma pesquisa para um livro que estou pensando em escrever. Esses pensamentos me levaram a este post

Estou começando a dar credibilidade ao conceito de que a razão pela qual não temos contato com ETs é a falta de união entre a raça humana. E isso não é asneira de hippies.

Estou curioso para saber o que você pensa sobre o meu processo de pensamento aqui…

Primeiro, para o propósito deste post, vamos operar sob a suposição de que a vida existe além da Terra e que nossas mídias obsessivas, belicosas, poderosas, fofoqueiras, polarizadoras e antagônicas não são o ápice da vida em todo o universo (quando eu coloco dessa maneira, eu acho, “pqp – eu espero que não seja o auge, pois nós meio que somos péssimos”).

Isto posto, minha mente vai considerar que as espécies ETs que farão o primeiro contato em escala total com nós humanos obtiveram a capacidade de viajar entre as estrelas de duas maneiras:

Tornando-se a espécie ou raça dominante pela força

1. Outras espécies teriam o mesmo conceito de “cadeia alimentar” que temos.
2. As leis gerais da economia governariam seu mundo como o nosso, até que a tecnologia alterasse essas leis.
3. Isso leva à soberania de tribos/territórios/país/geral.
4. Quanto a economia, a noção de escassez produziria conflito.
5. Conflito resultaria em guerra(s).
6. A guerra continuaria até que um vencedor claro fosse declarado.
7. Para os ricos vão os despojos.
8. Os recursos/tecnologia são consolidados
9. Os recursos podem ser realocados longe do conflito militar.
10. Para as estrelas eles vão.

Estas seriam as Entidades Biológicas Extraterrestres (EBEs) ruins – elas escolhem não fazer contato em escala porque os humanos são abundantes, engenhosos, rápidos no gatilho e não vão se render facilmente. Os ETs querem conquistar, mas percebem que somos realmente uma praga muito difícil de erradicar. Eles são bons em matar populações, mas vai ser bastante difícil nos tirar sem explodir o planeta. Então eles não atacam – mas eles não são legais e não se anunciarão porque isso nos unificaria e prejudicaria sua capacidade de nos dividir e conquistar.

Tornando-se a espécie ou raça dominante através da união

Estes são os ETs bons. Em algum momento eles descobriram que chutar os sacos uns dos outros não está realmente fazendo muito bem para ninguém, já que estão fazendo isso quanto as diferenças raciais/nacionalidade/cultura/ tc. Então eles pararam com isso e fluíram mais desta forma:

1. A espécie tem uma “cadeia alimentar” muito parecida com a nossa.
2. Equivalentes humanos sobem ao topo.
3. Tribalismo/espírito competitivo entra em ação, as fronteiras são desenhadas.
4. A economia entra em ação e a escassez ocorre.
5. A guerra irrompe.
6. Então mais guerras surgem.
7. Algumas nações proeminentes (tribos) se formam e atingem um impasse devido à destruição mutuamente assegurada.
8. Fazer o jogo militar nesta escala é caro.
9. Percebemos que todos podem se unir, quando aceitamos que somos todos humanos, paramos de lutar e nos abraçamos.
10. O dinheiro que foi usado para a guerra agora é usado para coisas como a exploração do espaço colaborativo.
11. O conflito acaba, a paz ganha o dia e trabalhamos para expandir nossa raça e viajar para as estrelas.
12. Podemos viajar entre as estrelas

Esses bons ETs não nos tocariam nem com uma vara de 3 metros, porque não estamos nem perto de onde eles estão socialmente e somos perigosos – pelas mesmas razões, os ETs ‘ruins’ se afastam. Esses bons ETs nos observam e querem nos ajudar, porque não têm os problemas que enfrentamos e se os ‘maus ETs’ vencerem, esse é mais um problema com o qual eles terão que lidar no futuro.

A principal diferença entre ‘bom’ e ‘mau’ aqui é como eles chegaram aqui como uma raça – o que irá ditar suas intenções. Os bons provavelmente derrubam armas nucleares e os maus provavelmente tentam criar a Nova Ordem Mundial/Estado Islâmico/Deus para nos dividir, nos fragmentar, criar alianças e nos destruir de dentro para fora. Mas, quando os bons nos vêem, eles procuram nos mover em uma direção diferente e evitar os problemas que poderíamos ter tido – como ajudar nos avanços maciços em tecnologia desde que a Segunda Guerra Mundial e as bombas nucleares foram lançadas – o que nos interconectou mais.

Por que os bons fizeram isso?

A tecnologia resolve tudo isso – nós vamos além da economia e da divisão, o que permite que os “bons ETs” cheguem a nós e compartilhem seu conhecimento – avançando cubicamente para os seres humanos e ao mesmo tempo evitando que outra ameaça hostil (como os “ETs maus”) expandam e ameacem sua paz, custando-lhes recursos.

Assim, a unidade – da qual pregamos as virtudes, mas nunca realmente a executamos – realmente convida ao contato ET e um futuro melhor para a raça humana. Sem a unidade – não há desacobertamento.

EnigmaChaser

(Fonte)


n3m3

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais.

O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS: